Mercado

Atlântico Europa aumenta lucros em 20%

28/03/2017 - 03:00, Banca

Resultados foram sustentados no aumento de 31% das comissões líquidas, a compensar a queda da margem financeira em 12%.

O Banco Atlântico Europa, liderado por Diogo Cunha, fechou o exercício de 2016 com resultados líquidos positivos de 5,1 milhões de euros, o que se traduz num aumento de 20% face aos 4,3 milhões de euros registados em 2015. A notícia é do português Jornal Económico.

O banco registou este resultado essencialmente devido à subida das comissões (+31%) para 8,256 milhões de euros. Uma vez que a margem financeira caiu 12% para 8,944 milhões.

Registe-se também o aumento do produto bancário em 1% para 23,017 milhões de euros. O banco que é uma filial do banco angolano está em fase de crescimento pelo que os custos subiram 12%, sendo de 22% a subida dos custos com pessoal.

O banco está a apostar mais na captação de depósitos do que na concessão de crédito razão pela qual, os recursos totais de clientes, incluindo ativos sob custódia e depósitos de clientes, cresceram 96% para 1.325 milhões de euros, em 2016, enquanto o crédito concedido registou uma quebra para 104 milhões de euros contra 169 milhões de euros no exercício de 2015 (-38%). O ativo líquido aumentou 46% para 1.267 milhões de euros.

“Apesar do Atlântico Europa ter mantido, em 2016, uma estratégia de crescimento da sua operação em Portugal, com impacto ao nível dos custos de funcionamento, os resultados obtidos mostram uma robustez assinalável ao nível da sua rendibilidade, com o rácio de solvabilidade a subir para 13,63%, em 2016, versus 13,46% no ano anterior e a rendibilidade dos capitais próprios a melhorar para 8,47% de 8,23%”, diz o banco em comunicado.

A instituição criada em 2009 diz que o exercício de 2016 “foi muito importante devido ao crescimento da atividade comercial, tendo sido possível mais que duplicar, pelo segundo ano consecutivo, o número de clientes e ultrapassar os mil milhões de euros de recursos de clientes”, disse Diogo Cunha, CEO do Atlântico Europa.

“Seguimos uma estratégia em que foi possível conciliar o crescimento com um forte investimento em tecnologia e pessoas que será o suporte para uma nova etapa do Banco a iniciar no segundo trimestre de 2017”, acrescentou o CEO.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.