Mercado

Lloyds Bank: lucro líquido subiu 31% no primeiro semestre

06/08/2015 - 17:18, Banca, Banca

O banco liderado pelo português registou franco crescimento no primeiro semestre do ano e vai pagar dividendos intercalares de 0,75 pence por acção.

Por Ana Maria Simões | Fotografia Bloomberg

O banco britânico obteve um lucro líquido de 31%. O lucro antes dos impostos foi mesmo de 38% – 1,2 mil milhões de libras (1,8 mil milhões USD), contra os 863 milhões de libras (1,3 mil milhões USD) registados no mesmo período do ano passado.
António Horta Osório revela-se confiante: “Os resultados de hoje demonstram um sólido progresso do que fizemos no primeiro semestre”, disse o CEO do Lloyds. “A melhoria dos lucros e o nosso rácio de capital permitem ao grupo anunciar o pagamento de um dividendo de 0,75 pence por acção aos nossos accionistas”, acrescentou Horta Osório.
Desde que foi resgatado pelo Tesouro Britânico, em 2008, esta não é a primeira vez que o banco distribuiu dividendos. Já o tinha feito em 2014, no mesmo valor. A verdade é que a trajectória é ascendente – tanto a pessoal, do CEO António Horta Osório, como a da própria instituição, que atrai os investidores, apesar de os lucros do semestre terem ficado aquém das expectativas dos analistas, que os situam nos 1,9 mil milhões de libras (2,9 mil milhões USD).
António Horta Osório cortou milhares de postos de trabalho, reforçou o capital e vendeu activos para se focar no Reino Unido, conduzindo o Lloyds de volta aos lucros em 2014. Mais recentemente vendeu uma grande carteira de empréstimos comerciais irlandeses por 827 milhões de libras (1,2 milhões USD) a um consórcio de investidores, incluindo a filial da Goldman Sachs e Bank of Ireland, reduzindo a exposição ao mercado imobiliário irlandês.
Ao contrário do Royal Bank of Scotland Group, que não pagou dividendos desde que recebeu ajuda do Estado, o Lloyds tem rácios de capital mais elevados do que o exigido pelos reguladores, sustentados por custos mais baixos e pela queda do crédito malparado.
O rácio de capital core tier one fixou-se em 13,3% – o mais alto de todos os grandes bancos britânicos. Os lucros excluindo itens extraordinários e custos de litigância aumentaram 15%, para 4,4 mil milhões de libras, no primeiro semestre.
“Permanecemos focados no nosso objectivo de nos tornarmos o melhor banco para clientes e accionistas enquanto, ao mesmo tempo, ajudamos a economia do Reino Unido”, afirmou António Horta Osório.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.