Mercado

Médicos procuram ‘proteger-se’ com seguros para danos profissionais

11/08/2017 - 15:24, Banca

Profissionais de saúde têm vindo a subscrever seguros que cobrem danos causados no exercício de actos clínicos. Regulador pode criar seguros obrigatórios para profissões liberais.

Por Estêvão Martins

estevao.martins@mediarumo.co.ao 

Os profissionais de saúde, nomeadamente médicos, têm vindo a solicitar, cada vez mais, o Seguro de Responsabilidade Civil Profissional, para a cobertura de eventuais danos que possam causar no exercício das suas funções, afirma o especialista em seguros Eugénio Pedro.

Em declarações ao Mercado, à margem de um workshop sobre Seguros de Responsabilidade Civil Profissional e Empresarial, o responsável lembra que os médicos, na sua prática profissional, estão sujeitos a cometer erros ou falhas, cujas consequências podem ser cobertas por aquele tipo de seguros.
Segundo Eugénio Pedro, que tem mais de 16 anos de experiência no mercado nacional e internacional, os médicos da Clínica Sagrada Esperança, em Luanda, por exemplo, estão cobertos por este ‘pacote’, que, realça, cobre apenas danos cometidos no exercício das suas funções na instituição hospitalar.

No entanto, adianta, caso o profissional faça o seguro a título individual, terá cobertura para danos que possam ocorrer no exercício da profissão em todas as instituições de saúde onde esteja a trabalhar.

O especialista revela que, actualmente, está a ser ponderada pela Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG) a criação de legislação que obrigue todos os profissionais liberais – como advogados, médicos, contabilistas ou engenheiros, entre outros – a efectuarem um seguro, a fim de poderem ressarcir terceiros das consequências de eventuais erros que cometam.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.