Mercado

Quanto ganham os banqueiros centrais? Bélgica lidera na Europa

29/11/2016 - 11:12, Banca, Banca

O português Carlos Costa aparece na metade inferior do ranking da UE, com um vencimento de 230 mil USD anuais.

Por Ana Sanlez*

O nome de Jan Smets pode não ser familiar, mas o economista belga é actualmente o banqueiro central mais bem pago da Europa. Smets tem um vencimento anual de 480 mil EUR (510 mil USD), superior ao de economias de maior dimensão como a Alemanha ou Itália, e mais elevado até que o salário do presidente do Banco Central Europeu, Mário Draghi. Segundo os dados da Bloomberg, Draghi aparece apenas em quarto lugar na lista dos banqueiros centrais mais bem pagos da Europa, com um salário de 386 mil EUR (410 mil USD) anuais.

O português Carlos Costa aparece na metade inferior do ranking, em 12.º lugar. Ainda assim, os 217 mil EUR (230 mil USD) auferidos anualmente pelo governador do Banco de Portugal são suficientes para que Carlos Costa esteja à frente do homólogo de Espanha.

Os valores evidenciam que não existe qualquer correlação entre o salário dos governadores dos bancos centrais e a dimensão das respectivas economias. A economia belga é a nona maior da União Europeia, e o salário de Jan Smets é 10% superior ao de Jens Weidmann, do Banco Central da Alemanha. Na mesma medida, o governador do Banco Central de Chipre, uma das menores economias da UE, tem um vencimento superior ao do homólogo espanhol, sendo que Espanha é a quarta maior economia do espaço comum.

O Luxemburgo, que tem um dos mais elevados PIB per capita da União Europeia, aparece na lista depois de Portugal. Gaston Reinesch recebeu 181 mil EUR (192 mil USD) em 2015. No fim da lista está o governador do Banco Central da Lituânia, Vitas Vasiliauskas, que ganha seis vezes menos do que o homólogo belga.

Já o governador do Banco de Inglaterra, Mark Carney, ganha 564 mil EUR (598 mil USD) por ano. Fora da União Europeia as diferenças também são visíveis: Janet Yellen, presidente da Reserva Federal dos EUA, aufere 188 mil EUR (200 mil USD). Ainda assim, o banqueiro central mais bem pago do mundo vem da Suíça. Thomas Jordan ganha por ano 816 mil EUR (866 mil USD) e ainda tem direito a um passe de comboio anual. Os salários dos governadores dos bancos centrais ficam, no entanto, muito aquém dos vencimentos praticados na banca privada. O CEO do Deutsche Bank, John Cryan, recebeu em 2015 1,9 milhões EUR (2 milhões USD), enquanto o presidente do BNP Paribas, Jean–Laurent Bonnafe, auferiu no total 3,5 milhões EUR (3,7 milhões USD).

*Dinheiro Vivo

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.