Mercado

Bonws Seguros cresce 200% e factura cerca de 4 mil milhões de kz

08/01/2018 - 08:41, featured, Seguros

CEO da companhia diz ter havido maior crescimento em ramos como os dos seguros de saúde, acidentes de trabalho, acidentes pessoais, seguro automóvel e seguros de transportes.

Por Estêvão Martins

estevao.martins@mediarumo.co.ao

A Bonws Seguros, uma das principais companhias do mercado, obteve, no exercício económico 2017, um volume de negócios muito próximo dos 4 mil milhões Kz, com uma taxa de crescimento superior a 200% semelhante a registada no ano anterior, afirma o CEO da seguradora. Embora as contas não tenham ainda fechado, o que deverá passar pela validação após auditoria externa, Luís Vera Pedro diz que tão importante como o volume de negócios é o facto de a Bonws Seguros prosseguir o caminho do crescimento sustentado e diferenciado.“Isto quer dizer que não vale a pena crescer sem sustentabilidade, pois não queremos fazer negócios por fazer. A maturidade crescente do sector demanda que se atenda às margens de risco e aos ratios operacionais”, explica, afirmando que a seguradora tem a importante obrigação de contribuir para a estabilidade e confiança do sector segurador. O CEO da companhia nota que de uma maneira global houve crescimento em quase todos os segmentos de seguros. No entanto, avança, houve maior registo em alguns ramos como no seguro de saúde, acidentes de trabalho e seguro de acidentes pessoais. Frisa ainda que produtos como o seguro automóvel, seguros de transportes, multirriscos, construções, montagens e outros igualmente relevantes, apresentaram margens de crescimento consideráveis. Segundo Luís Vera Pedro, pelo segundo ano consecutivo, a Bonws Seguros apresenta novamente um crescimento muito importante, similar a 2016, como consequência de uma estratégia de consolidação e aposta na proximidade, no profissionalismo e na personalização do trabalho efectivo com os parceiros e clientes. Assim, na visão do responsável máximo da companhia, o objectivo assumido passa pela persistência em manter  em  2018  o  elevado  padrão  de qualidade nos serviços prestados aos segurados.

Balanço

Apesar de ser bastante exigente, dado o contexto socioeconómico vigente no País, o ano de 2017 foi considerado gratificante pela Bonws Seguros, na medida em que todos os seus objectivos foram cumpridos. Orientada pelo importante desafio de continuar a crescer acima do mercado, Luís Vera Pedro assegura que a companhia manteve também o foco na melhoria dos resultados e na consolidação da marca, o que vem provar a aposta na qualidade do serviço diferenciado prestado. Sendo esta mais valia reconhecida pelos parceiros e clientes da Bonws, o CEO aponta que era relevante continuar a prestar um serviço de excelência, que têm influenciado com que cada vez mais corretores de seguros confiem na companhia a gestão dos riscos dos seus clientes. “Tivemos oportunidade de nos destacarmos como especialistas na gestão de riscos, com enfoque na protecção das pessoas, por exemplos em ramos relacionados com a saúde, com os acidentes pessoais e com os riscos laborais, tendo uma extrema atenção à celeridade na gestão dos sinistros”, diz.
Actuando em proximidade com os prestadores clínicos, intervindo de forma célere e com elevados padrões de qualidade, Luís Vera Pedro assinala que a gestão da seguradora foi marcada pela presença, nos serviços centrais, de um médico residente.

Renovação de apólices

Para o entrevistado, embora seja algo que não se consegue demonstrar durante a fase de decisão da contratação da apólice, no entanto, perante a necessidade ou após a ocorrência do sinistro, a Bonws Seguros tem demonstrado e comprovado a diferença no tratamento dos sinistrados e segurados. E um dos êxitos desta operação foi a recompensa e confiança dos clientes demonstrada através da renovação de mais de 90% das apólices anteriormente contratadas, mantendo assim a carteira anterior estável e contribuindo desta forma positivamente para os resultados.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.