Mercado

Acordo de dupla tributação pode aumentar volume de negócios no País

01/12/2016 - 15:08, Business

Luís Marques, director geral da empresa Ernst & Young Angola (EY), determina que é necessário criar condições para que o processo de diversificação económica seja mais célere.

O director geral da empresa Ernst & Young Angola (EY), Luís Marques, considera que os acordos de dupla tributação poderão criar incentivos aos investidores dos países interessados a investir em Angola e aumentar o volume de negócios no País.

Segundo Angop, a afirmação foi feita durante a conferência sobre “Recuperação e reestruturações de empresas no actual contexto económico em Angola”, decorrida nesta quinta-feira em Luanda.

Para que o processo de diversificação económica seja mais célere é necessário que se continue a criar condições adequadas que permitam os empresários investir no sector produtivo do País e exportar os produtos nacionais.

Sobre as perspectivas do crescimento económico no País, as mesmas devem ser projectadas a curto prazo com reavaliação mensal por causa das incertezas do mercado financeiro.

“Cada empresa deve rever as suas políticas de negócios e actuar em conformidade com os desafios que possui”, sublinhou ao destacar, o que na sua óptica, deve ser o método de sobrevivência das empresas.

A conferência “Recuperação e reestruturações de empresas no actual contexto económico em Angola” debruçou temas como “Contexto económico em Angola”, “Dimensão fiscal e económica-financeira das reestruturações”, “Dimensão contabilística e de relato financeiro de operações de reestruturação”, para citar alguns.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.