Mercado

Não vai faltar comida e preços podem descer mais, dizem distribuidores

15/06/2017 - 15:02, Business, Consumo

BNA prioriza importação de alimentos na venda de divisas. Associação de distribuidores destaca trabalho de equipa e aponta para mais quedas nos preços.

As prateleiras dos supermercados deverão manter-se abastecidas, e os preços, pelo menos dos produtos da cesta básica, poderão continuar a descer, afirma o vice-presidente da Associação de Empresas de Comércio e Distribuição Moderna de Angola (ECODIMA).

As melhorias, explica Manuel Lopes, estão ligadas, sobretudo, à “melhoria de procedimentos na distribuição de divisas”. “A evolução/melhoria dos procedimentos no que diz respeito à distribuição de divisas terá sido o principal motivo”, para que não faltem bens alimentares nos supermercados angolanos, afirma o responsável, em declarações ao Mercado.

O vice-presidente da ECODIMA refere o “trabalho de equipa entre os diferentes intervenientes no mercado” e destaca a “parceria que a Associação granjeou junto das diferentes instituições do Estado, em que o Banco Nacional de Angola (BNA) ocupou o protagonismo”.

POR LÍRIA JERUSA e RICARDO DAVID LOPES

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.