Mercado

Empresas russas apostam no negócio de fertilizantes

15/11/2017 - 14:04, Business, featured

O mercado de fertilizantes vai contar, nos próximos tempos, com concorrência de duas empresas da Federação Russa, que vão fornecer adubos simples e compostos a preços acessíveis aos produtores

As empresas “Uralkali” (líder mundial da indústria de Cloreto de Potássio) e a empresa “Uralchem”, segundo maior produtor mundial de amónio, que mostraram-se disponíveis e interessados a fornecerem estes fertilizantes, indispensáveis à produção agrícola ao mercado angolano.

O fornecimento dos fertilizantes vai depender grandemente da negociação que existir entre os importadores/produtores e os fornecedores de adubos.

O Ministério da Agricultura e Florestas (MINAF) juntou nesta terça-feira, em Luanda, os empresários e operadores do sector agrícola de Angola e da República da Federação Russa para troca de experiências e negociar o processo de aquisição de insumos agrícolas.

De recordar que em 2016 Angola importou cerca de 112 mil toneladas de fertilizantes, que custou aos cofres do Estado aproximadamente 103 milhões de dólares norte-americanos, mas na presente campanha agrícola o Governo gastou pelo menos USD 85 milhões para adquirir 150 mil toneladas, de acordo com o director da UTAIP

Para João Macedo, administrador da empresa Novagrolider, defendeu a necessidade de mais agentes importadores para que os preços diminuam cada vez mais no mercado.

Durante o encontro, foi também debatida a questão da obtenção dos fertilizantes por meio de uma linha de crédito entre os operadores.

 

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.