Mercado

Microsoft prepara despedimento de “milhares” de trabalhadores

07/07/2017 - 16:54, Business

A multinacional fundada por Bill Gates está a reestruturar a área de vendas e marketing e vai despedir trabalhadores.

Por Dinheiro Vivo 

Microsoft prepara despedimento de “milhares” de trabalhadores, e a maioria dos cortes previstos serão fora dos Estados Unidos, avança a agência Reuters, que cita uma fonte próxima do processo. A multinacional com sede em Redmond, no estado de Washington, estará a reorganizar a sua divisão comercial e de marketing.

A notícia da reorganização interna já tinha sido avançada pela agência na segunda-feira, que sublinhava um possível impacto nas equipas de vendas e marketing. Os despedimentos foram entretanto confirmados, por fonte oficial da Microsoft, à CNBC: “Hoje estamos a dar passos para notificar alguns colaboradores de que os seus postos de trabalho estão a ser avaliados, ou que irão ser eliminados. Como todas as companhias, avaliamos o nosso negócio regularmente. Isto pode resultar num reforço do investimento em algumas áreas e, de tempos a tempos, na redução noutras”. Segundo a CNBC, os cortes abrangem menos de 10% da força total de vendas – cerca de 3.000 trabalhadores – sendo que 75% dos despedimentos serão fora dos Estados Unidos.

A Microsoft emprega 71 mil pessoas em território americano, e 121 mil no resto do mundo. Microsoft prepara despedimento de “milhares” de trabalhadores, e a maioria dos cortes previstos serão fora dos Estados Unidos, avança a agência Reuters, que cita uma fonte próxima do processo. A multinacional com sede em Redmond, no estado de Washington, estará a reorganizar a sua divisão comercial e de marketing.

A notícia da reorganização interna já tinha sido avançada pela agência na segunda-feira, que sublinhava um possível impacto nas equipas de vendas e marketing. Os despedimentos foram entretanto confirmados, por fonte oficial da Microsoft, à CNBC: “Hoje estamos a dar passos para notificar alguns colaboradores de que os seus postos de trabalho estão a ser avaliados, ou que irão ser eliminados. Como todas as companhias, avaliamos o nosso negócio regularmente. Isto pode resultar num reforço do investimento em algumas áreas e, de tempos a tempos, na redução noutras”.

Segundo a CNBC, os cortes abrangem menos de 10% da força total de vendas – cerca de 3.000 trabalhadores – sendo que 75% dos despedimentos serão fora dos Estados Unidos. A Microsoft emprega 71 mil pessoas em território americano, e 121 mil no resto do mundo.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.