Mercado

País aposta na produção e na transformação de cobre 

22/12/2015 - 15:13, Business

A primeira fábrica de transformação de cobre para produção de acessórios reciclados para automóveis, materiais hospitalares e equipamentos para a indústria nuclear, vai ser construída no Pólo de Desenvolvimento Industrial de Viana, em Luanda, cita o Jornal de Angola. A ministra da Indústria, Bernarda Martins, lançou nesta semana a pedra para a construção da fábrica, […]

A primeira fábrica de transformação de cobre para produção de acessórios reciclados para automóveis, materiais hospitalares e equipamentos para a indústria nuclear, vai ser construída no Pólo de Desenvolvimento Industrial de Viana, em Luanda, cita o Jornal de Angola.

A ministra da Indústria, Bernarda Martins, lançou nesta semana a pedra para a construção da fábrica, propriedade do grupo indiano Karam Indústrias. Será aproveitada a matéria-prima nacional de modo a evitar o desperdício com a produção de lingotes de alumínio e de chumbo a partir de sucatas.

O chairman do grupo indiano, Satish Mishra, afirmou que a construção da fábrica está orçada em seis milhões de dólares norte-americanos, a ser construída numa área de cinco hectares com produção anual prevista acima de 40 mil toneladas de alumínio, chumbo e cobre.

Com vinte e oito pontos de recolha de sucatas nas províncias de Luanda, Zaire, Moxico, Uíge, Bié e Namibe, também foram estabelecidas parcerias com as empresas Refriango, Cuca, Odebrecht e a Nampak (Angolaca) para a recolha de resíduos sólidos não ferrosos.

O capital inicial é de três milhões de dólares, mas a Karam já detém três fábricas, uma de alumínio, chumbo e plásticos, e tem exportado os seus produtos para Tailândia, Coreia do Sul, Japão, Itália e Holanda, com perspectivas de explorar o continente americano e asiático.

 

 

 

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.