Mercado

Nokia lança tecnologias 4.5G pro e 4.9G no País

05/12/2016 - 09:57, Business

Com as soluções 4.5G pro e 4.9G, as operadoras vão favorecer a transmissão de uma série de equipamentos de até 1 GB por segundo.

Por Líria Jerusa

liria.jerusa@mediarumo.co.ao 

A empresa de telecomunicações e tecnologias Nokia apresentou, há dias, no mercado nacional, redes de soluções do tipo 4.5G pro e 4.9G, informou o director de redes para o Médio Oriente e África, Ricardo Silva.

As tecnologias 4.5G pro e 4.9G são, segundo explica, uma linha que facilita a evolução gradual da rede Five G (5G), que estará disponível no mercado internacional a partir de 2018 e no mercado nacional apenas em 2021.

A tecnologia 5G é uma área que hoje não possui todavia uma definição do seu modelo, pois apenas a partir de 2018 estará pronta.

Segundo Ricardo Silva, com as soluções 4.5G pro e 4.9G, as operadoras vão favorecer a transmissão de uma série de equipamentos de até 1 gigabit por segundo. “Hoje são transmitidos cerca de 150 megabits por segundo, e o objectivo é crescer”, esclarece.

Explica que as soluções que a multinacional apresenta ao mercado nacional ajudarão as empresas a manter certa diferença e permitirão igualmente que as mesmas possam evoluir e inovar nos seus serviços, assim como alargar o seu leque de ofertas e desenvolver os seus negócios.

Parceria com as operadoras

Já existem algumas parcerias com as duas operadoras nacionais de telefonia móvel (Movicel e Unitel), sendo que as ofertas se estendem a todos os fornecedores de tecnologia do País.

“As nossas ofertas de trabalho abrangem todos os provedores de tecnologia, e pretendemos oferecer lhes a nossa gama de produto de qualidade”, disse. Ricardo Silva afirmou que a empresa vê o mercado nacional com grandes potencialidades a nível de crescimento.

Diz ainda que, apesar de Angola estar a enfrentar um momento de crise, a sua empresa não viu barreiras para fazer novos investimentos no País.
“Eu acho que, como tudo a nível mundial, existe uma visão que o investimento tem de ser feito de maneira segura. Portanto, acredito que, tal como em Angola ou noutros mercados, os projectos devem vir de maneira estratégica, daí estarmos a investir no País”, explica.

Outras soluções de tecnologia

Ricardo Silva refere também que a Nokia está a investir em aplicativos de tecnologia (IT), que poderão ajudar no fluxo de sinistralidades. Estes aplicativos estarão disponíveis nas redes que estarão conectadas aos sensores dos carros.

“Temos disponíveis as páginas automotivos, onde os sensores e a rede 4G e 5G vão estar basicamente conectados com as viaturas. No caso de um acidente ou obstrução na via, a rede alerta o condutor a 500 metros, e o próprio aplicativo se vai encarregar de diminuir a velocidade do carro.”
A empresa, como afirma, pretende também desenvolver aplicativos que possam ajudar na área da saúde e soluções que sirvam para elaboração de operações a distância feitas de forma online.

“Estamos a investir neste segmento de tecnologias para o crescimento do sector da medicina, com o desenvolvimento de aplicativos que possam ajudar a área médica. Hoje, por exemplo, estamos a observar os testes de cirurgias feitas a distância.”
Salienta ainda que daqui a três anos a multinacional prevê uma revolução no que toca às IT, podendo conectar até 25 instrumentos e aparelhos na rede por pessoa.

Aposta no mercado angolano

Ricardo Silva ressalta ainda que, para a Nokia, Angola é um país extremamente estratégico e importante para as suas ambições, e que sempre foi a visão da empresa a sua reafirmação e presença no mercado nacional, além do estabelecimento de laços comerciais.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.