Mercado

Trocas comerciais registam aumento nos países lusófonos

03/01/2018 - 11:25, Business, featured

O Fórum para a Cooperação China-África (FOCAC) está previsto para Pequim com a presença esperada dos principais líderes africanos.

O ano de 2017 ficou registado pela recuperação das trocas comercias entre a China e os países lusófonos, envolvendo novos projectos empresariais e um reforço do papel de Macau na cooperação sino-lusófona.

A iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” e o estabelecimento na Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) do Fundo para a Cooperação entre a China e os países lusófonos renovou o interesse dos agentes económicos na plataforma de Macau, como foi exposto no Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que teve lugar a 16 e 17 de Junho na Cidade da Praia, Cabo Verde.

Cabo Verde mostra-se particularmente interessado em captar projectos ligados à Nova Rota da Seda, e tem já projectada a futura Zona Económica Especial de São Vi­cente, a primeira estrutura do género criada com apoio da China nos países lusófonos, a ser erguida dentro de três anos.

A contar com o apoio da China está também, desde início de 2017, São Tomé e Príncipe, em particular para modernização das infra-estruturas de transportes, tendo em vista atrair empresas chinesas para uma plataforma logística, capaz de distribuir produtos para a região do Golfo da Guiné.

A nível comercial, 2017 foi um ano de recuperação, tendo as trocas entre a China e os países de língua portuguesa crescido 29,36 por cento até Setembro.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.