Mercado

Fundo Soberano aumenta investimentos em Angola

05/12/2016 - 11:33, Gestão

Os investimentos nas grandes praças financeiras foram reduzidos face aos choques externos, e virou-se ao mercado interno e regional em projectos de private equity face o potencial de retorno.

O chairman do Fundo Soberano de Angola concedeu hoje uma grande entrevista ao jornal Mercado, a partir de Londres. Disse que a instituição aumentou o montante que dedica a projectos em Angola e nos países vizinhos e reduziu investimentos em mercados financeiros como acontecia há um ano.

José Filomeno dos Santos diz no entanto que os investimentos nos mercados financeiros, feitos no estrangeiro, garantem ao Fundo alguma liquidez porque alguns deles têm retornos anuais, “como é o caso das obrigações onde o Fundo investe por exemplo 25% do seu capital”.

Explicou também que nos investimentos em acções e outros tipos de títulos de participação, o Fundo tem 14% do seu capital investido e, obviamente, que isso são investimentos mais líquidos que alguns dos quais apresentam retornos já com alguma frequência.

“A verdade é que estes investimentos estão fora do nosso continente e do nosso País, e uma componente importante do mandato do Fundo é desenvolver projectos que alavancam o desenvolvimento de Angola”, disse.

Por este motivo, diz o chairman da instituição, 60% da carteira do Fundo está dedicada a projectos de Private Equity que permitem desenvolver as áreas de infra-estrutura, agricultura, silvicultura, principalmente, a exemplo da produção em grande escala de eucaliptos no sul do País, orçada em 50 milhões de dólares.

Quanto ao mercado interno, disse entre as regiões que receberam investimentos em fazendas agrícolas numa produção em grande escala estão a províncias de Malanje, Uíge, Cunene, “mas é preciso, em cada um dos casos, olhar-se para as infra-estruturas das mesmas e qual o tipo de produção que deve ser dedicada a cada uma delas para que se tornem rentáveis”.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.