Mercado

“As marcas estão a fazer spam”

26/05/2017 - 09:19, Capital Humano, Gestão

Dennis Yu, co-autor de ‘Facebook Nation’, falou com o ‘Dinheiro Vivo’ sobre como as marcas podem ter uma conversa social com os seus consumidores.

Por Ana Marcela | Dinheiro Vivo 

Dennis Yu não tem dúvidas. No Facebook, as marcas limitam-se a fazer spam. “Spam é tudo o que é indesejado ou não relevante.” E é nessa falta de relevância, na incapacidade de conectar com “aquele” utilizador, que reside o problema das marcas na rede social com mais de 1,9 mil milhões de utilizadores, diz o especialista em Facebook marketing da norte-americana BlitzMetrics.

Quando se fala em spam, Dennis Yu sabe o que diz. Há 10 anos, foi o facto de Mark Zuckerberg considerar que a sua própria empresa – que desenvolveu um servidor de entrega de anúncios em aplicações de terceiros alojadas no Facebook – estava a fazer spamque motivou um contacto. Zuckerberg tinha dezenas de pessoas no call center só a receber queixas por causa da empresa de Dennis.

“Recebemos um contacto via e-mail do seu head of policy. Já tinham emitido vários alertas”, lembra Dennis Yu. Quando falaram, Zuckerberg partilhou a sua visão. “Disse-me que achava que a publicidade não deveria ser intrusiva e vista como antagonista para com o consumidor”, lembra.

“Que o Facebook iria criar o caminho para que a mensagem de uma marca fosse percepcionada como uma recomendação de um amigo, mesmo que estivesse a pagar e, tecnicamente, fosse um anúncio.

Dez anos depois, as marcas ainda não se adaptaram à forma social de falar com os seus consumidores.

“São lentas na adaptação, continuam a fazer as coisas da forma como faziam, que é produzir anúncios, ser antagonistas e tomar conta de toda a página.

“E esse é o tema, não as contas falsas ou os ad blockers”, diz o chief technology officer (CTO) da BlitzMetrics que nos Estados Unidos prepara jovens para gerir campanhas de social media para clientes como Golden State Warriors, Nike ou Rosetta Stone.

Leia mais, na edição nº105 do Jornal Mercado, já nas bancas. 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.