Mercado

Siemens e ISPTEC assinam protocolo de cooperação científica

26/06/2017 - 11:56, Capital Humano

As duas instituições pretendem investir em projectos ligados às tecnologias e a produtos especializados nas áreas de engenharia, economia e gestão.

Por Estêvão Martins

estevão.martins@mediarumo.co.ao  

A multinacional alemã Siemens acaba de assinar, em Luanda, um protocolo de cooperação científica e tecnológica com o Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC), no sentido de promover a formação e a qualificação dos recursos humanos nas áreas das tecnologias de informação.
Com este acordo, os estudantes terão, por exemplo, a oportunidade de realizar estágios curriculares de curta duração na sede da Siemens, situada em Talatona, Luanda.

O protocolo prevê, igualmente, o estabelecimento de parcerias para o arranque e o desenvolvimento de projectos a serem efectivados no Laboratório de Automação da companhia, com recurso à tecnologia Siemens, além da disponibilização de software aos estudantes.

A transferência desta ferramenta tem por objectivo munir os estudantes da instituição de tecnologia inovadora a nível internacional, a fim de contribuir para melhor aproveitamento académico.

Com o memorando, as duas instituições pretendem investir no desenvolvimento e na implementação de projectos ligados às tecnologias e a produtos especializados, nas áreas de engenharia, economia e gestão, leccionadas naquele instituto superior, que se adequam aos sectores de actividade da multinacional alemã.

Ofertas do IPSTEC

O IPSTEC possui, em relação aos cursos de Engenharias e Tecnologias, as licenciaturas em Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil, Engenharia Electrotécnica, Engenharia de Produção Industrial e Engenharia de Informática.

Em relação às Ciências Sociais e Aplicadas, a instituição disponibiliza os cursos superiores de Economia, Gestão de Empresas e Contabilidade.
Em Angola, a Siemens tem-se juntado a vários estabelecimentos de ensino, promovendo parcerias importantes, tendo em vista o desenvolvimento profissional dos estudantes. Sérgio Filipe, director da Siemens Angola, lembrou que, nesta senda, a multinacional já assinou um protocolo com a Universidade Agostinho Neto, a quem disponibiliza, igualmente, estágios curriculares aos melhores alunos dos cursos de Engenharia, Economia e Gestão da mesma instituição.

Consta que, durante o período de estágio, os alunos têm a oportunidade de interagir com a realidade empresarial da multinacional Siemens.

Receitas de 80 mil milhões EUR

No ano fiscal 2016, findo a 30 de Setembro do mesmo ano, a Siemens gerou receitas de 79,6 mil milhões EUR e um resultado líquido de 5,6 mil milhões EUR.

No fim de Setembro de 2016, a Siemens empregava, mundialmente, mais de 351 mil colaboradores.

A empresa tem actividades permanentes em Angola e está empenhada em estudar as melhores soluções que garantam a racionalidade económica e contribuam para a sustentabilidade e para o futuro dos angolanos.

A formação de recursos humanos, tendo como ponto de partida as parcerias estabelecidas com o CINFOTEC – Centro Integrado de Formação Tecnológica e o ISPTEC, nos domínios técnicos e da engenharia, é também uma das prioridades da empresa.

A Siemens AG é um grupo empresarial de origem alemã, líder de mercado em tecnologia, que se destaca há mais de 165 anos pela excelência, inovação, qualidade, confiabilidade e internacionalidade dos produtos de engenharia que disponibiliza.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.