Mercado

Criou um império e fez uma revolução

09/02/2017 - 08:20, Upgrade

É o pai das tecnologias de informação na Ásia. A sua empresa foi a primeira oriunda da Índia a ser cotada no NASDAQ.

Por Fernanda Mira

Nagavara Ramarao Narayana Murthy é conhecido no mundo dos negócios como NR Narayana Murthy, a notoriedade internacional, essa, ganhou–a enquanto fundador da Infosys Technologies, uma consultora de tecnologias de informação com implantação mundial de serviços de empresa com sede na Índia. Mas é a sua visão empresarial e social que faz de Murthy, 70 anos, uma referência ao nível global e um dos mais respeitados no seu país, tendo, inclusive, sido distinguido com o Padma Vibushan, a mais alta condecoração civil da Índia. Ou então, a sua eleição, pela revista Time, como um dos maiores responsáveis pelas grandes mudanças culturais e económicas ocorridas na Ásia nos últimos 50 anos.

De facto, foi graças à sua acção que este país asiático se afirmou no competitivo mundo das tecnologias de informação. Mas Murthy colocou a Infosys Technologies, como a primeira empresa indiana a ser cotada no NASDAQ e tornou-a como a primeira empresa indiana a realizar uma receita anual de 1000 milhões USD.

Avaliado com uma mente brilhante e um sentido de negócio apurado, liderou com sucesso iniciativas importantes de governança corporativa na Índia, e as suas lições são referências para líderes de todo o mundo.

Entre os conceitos, encontra-se a formulação para a construção de uma organização. Segundo Murthy, numa organização, os funcionários de todos os níveis são impulsionados por valores, e nenhum funcionário é importante o suficiente para se colocar acima de todos os outros. O cumprimento de um sistema de valores cria um ambiente para que as pessoas tenham aspirações altas, alta auto-estima, uma forte crença em valores fundamentais, confiança no futuro e entusiasmo para assumir tarefas difíceis.

Murthy é um acérrimo defensor da educação, ele que obteve um diploma de bacharel em Engenharia Eléctrica pela Universidade de Mysore em 1967 e um mestrado em Tecnologia pelo Instituto Indiano de Tecnologia de Kanpur, em 1969, tendo após os estudos partido para Paris, em França, onde, entre outros projectos, trabalhou no sistema operacional para a gestão de carga aérea no Aeroporto Charles de Gaulle. Por isso, encoraja os jovens a aprender e a investir constantemente em formação.

Retirado da companhia desde 2006 – é agora chairman e mérito –, vive uma vida simples, morando numa casa de classe média, longe da opulência que a fortuna lhe poderia proporcionar (tem um património avaliado em 1,8 mil milhões USD), é conhecido por ser frugal com o dinheiro. No entanto, há algo que o faz perder a cabeça: livros.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.