Mercado

Coreia do Sul proíbe vendas da Porsche, BMW e Nissan

03/01/2017 - 17:28, featured, Finanças

Entre os nove modelos já banidos do mercado estão a versão a gasóleo do Qashqai, o BMW X5 M e os Porsche Macan S Diesel, Cayenne SE Hybrid, Cayenne Turbo, 918 Spyder, Cayman GTS, 911 GT3 e Panamera S Hybrid, de acordo com a agência Reuters.

Por Jornal Económico 

O Ministério do Ambiente da Coreia do Sul anunciou ontem a suspensão da venda de nove dos dez modelos das marcas cujas vendas foram proibidas em Agosto – Porsche, BMW e Nissan -, depois de uma investigação ter revelado indícios de falsificação de documentos sobre a emissão de gases poluentes e sobre os níveis de ruído.

Entre os nove modelos já banidos do mercado estão a versão a gasóleo do Qashqai, o BMW X5 M e os Porsche Macan S Diesel, Cayenne SE Hybrid, Cayenne Turbo, 918 Spyder, Cayman GTS, 911 GT3 e Panamera S Hybrid, de acordo com a agência Reuters.

As autoridades da Coreia do Sul multaram ainda os respectivos fabricantes em 7,17 mil milhões de wons (cerca de 5,6 milhões de euros), na totalidade, pelos 4.523 veículos onde se verificou o problema.

A resposta de dois dos lesados foi rápida. As marcas BMW e Nissan confirmaram ter conhecimento dos resultados das referidas investigações e asseguraram que irão tentar voltar a obter certificação para os modelos em questão. Quanto à Porsche, ainda não se mostrou disponível para fazer comentários.

No dia 7 de Dezembro, a Coreia do Sul passou uma multa de 37.300 milhões de wons (29,8 milhões de euros) à delegação local da Audi Volkswagen por publicidade enganosa . A multa tornou-se a mais elevada de sempre por este tipo de prática na Coreia do Sul e superou a de 11,5 milhões de euros imposta à Volkswagen, no âmbito do caso “Dieselgate”, no final de 2015.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.