Mercado

Integração de Angola a zona livre de comércio da SADC deve ser gradual

06/12/2016 - 09:46, featured, Finanças

A economia angolana ganhará robustez face à concorrência acrescida de outros países, explica consultor da União Europeia, Fernando Vale.

A integração de Angola à Zona de Comércio Livre da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral SADC) deve ser gradual, explica o consultor da União Europeia, Fernando Vale, ao falar com a imprensa, no seminário sobre Comércio Internacional, inserido no projecto de Assistência Técnica ao Secretariado Nacional da SADC.

O economista acredita que desta forma a economia angolana ganhará robustez face à concorrência acrescida de outros países.

“Angola não deverá aceitar de um momento para outro a isenção de um conjunto de impostos previstos na sua pauta aduaneira, por ser desvantajoso”, sublinha.

Sobre pontos positivos, com adesão, o País terá melhores condições de negociação a nível regional e internacional. Bem como, o acesso a um mercado com variedade de produtos, no que toca a preços e qualidade.

Segundo à Angop, Angola deverá se preparar para fazer face a uma maior concorrência de produtos de outros países da SADC.

Financiado pela União Europeia, o seminário sobre Comércio Internacional terminará sexta-feira.

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.