Mercado

OIC em Angola ainda longe dos níveis desejáveis

23/11/2017 - 15:28, featured

A indústria de Organismos de Investimento Colectivos (OIC) em Angola ainda não possui a dimensão almejada mas oferece um “enorme potencial de crescimento”, afirmou Augusto Silva, da Odell Global Investors.

A indústria de Organismos de Investimento Colectivos (OIC) em Angola ainda não possui a dimensão almejada e apresenta alguns desafios, mas oferece um “enorme potencial de crescimento”, afirmou hoje Augusto Silva, da Odell Global Investors.

O responsável, que falava no Fórum da CMC sobre Mercado de Capitais, a decorrer no HCTA, em Talatona, apontou como alguns dos desafios desta indústria a falta de instrumentos financeiros para investir, nomeadamente emitentes de divida corporativas e de acções, o baixo nível de literacia financeira e sofisticação dos fundos de investimento.

Acresce ainda no leque de desafios o desenvolvimento da cadeia de valores e o elevado custo de implementação das sociedades gestoras de OIC.
No quadro das oportunidades, destacou a oferta de soluções financeiras e exposição a activos de elevada complexidade, a oportunidade de poupança e investimento gerido por profissionais, a possibilidade de os OIC servirem como instrumento de promoção do País nos mercados internacionais e a diversificação dos riscos para os investidores.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.