Mercado

OPEP tenta salvar acordo para limitar a produção de petróleo

28/11/2016 - 13:02, featured, Finanças

Os ministros do petróleo da Argélia e Venezuela se deslocaram até Moscovo numa tentativa final para persuadir a Rússia a participar nos cortes em vez de apenas congelar a produção.

Os especialistas da OPEP iniciaram hoje uma reunião em Viena com o objectivo de fornecer recomendações aos seus ministros sobre o modelo que melhor poderá servir à organização para reduzir a produção de petróleo. A reunião formal da OPEP ocorrerá esta quarta-feira, 30 de Novembro.

Segundo Jornal Económico, no início desta semana, os ministros do petróleo da Argélia e Venezuela se deslocaram até Moscovo numa tentativa final para persuadir a Rússia a participar nos cortes em vez de apenas congelar a produção.

“Em Setembro, a OPEP, que representa um terço da produção global de petróleo, acordou reduzir a produção para 32,5-33 milhões de barris por dia contra os actuais 33,64 milhões, com o objectivo de aumentar os preços do petróleo, que caíram para menos de metade desde meados de 2014”, explica o jornal.

Era esperado que a reunião de 30 de Novembro servisse para carimbar este acordo, com a Rússia e alguns dos países não-OPEP como o Azerbaijão e o Cazaquistão também a contribuírem.

Mas surgiram dúvidas nas últimas semanas, já que o segundo e o terceiro maiores produtores da OPEP, o Iraque e o Irão, expressaram reservas quanto à mecânica das reduções de produção e a Arábia Saudita mostrou preocupação quanto à predisposição da Rússia para cortar a produção.

A Reuters afirma que este fim-de-semana, o Ministro da Energia da Arábia Saudita Khalid al-Falih terá dito que os mercados de petróleo reequilibrar-se-ão mesmo sem intervenção. Tal contrasta com afirmações anteriores, em que ele disse que Riyadh estava desejosa de um acordo.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.