Mercado

Apresentados órgãos sociais do Banco de Poupança e Crédito

31/03/2017 - 09:11, featured, Finanças

O Ministro das Finanças, Archer Mangueira, em representação dos accionistas do Banco de Poupança e Crédito, presidiu à cerimónia.

Os órgãos sociais do Banco de Poupança e Crédito foram formalmente apresentados esta quinta-feira na sede do Ministério das Finanças, em Luanda, na sequência da Assembleia Universal de Accionistas, realizada na passada sexta-feira, 24 de Março.

Eis a composição dos órgãos sociais do Banco de Poupança e Crédito. Para a mesa da Assembleia Geral, Abílio de Almeida Gomes como Presidente; José Manuel Chivala e Daniel Mateus Fio, como Vice-Presidente e Secretário, respectivamente.

No Conselho de Administração, Ricardo D’Abreu é o Presidente do Conselho de Administração e também Presidente da Comissão Executiva.

Carlos Manuel de Carvalho Rodrigues; Pedro Sérgio da Costa Pitta Groz; Marília de Fátima Trindade Viana Poças; Adilson Gabriel Alves Catala; Luis Henriques Fernandes; Óscar Rodrigues, são administradores executivos. E administradores não executivos, Júlio Ângelo da Cruz Correia; Alcides Horácio Frederico Safeca; Djamila Huguete da Silva de Almeida Prata; Nayole Cristina Cohen dos Santos (Administradora não Executiva Independente).

O Conselho Fiscal é presidido por Jorge Pedro Gonçalves de Carvalho Figueira, Licínio de Freitas Vaz Contreiras e Márcio de Jesus Lopes Daniel desempenham a função de Vogais.

No final da cerimónia, o PCA do Banco de Poupança e Crédito afirmou “o compromisso de tudo fazer, pessoalmente e em equipa, para restaurar a notoriedade e papel central da Instituição enquanto principal parceiro financeiro do Estado e reconduzir o Banco a uma trajectória de sustentabilidade e rentabilidade”.

Ricardo Viegas d`Abreu endereçou também uma mensagem aos clientes do banco. “A prioridade é repor a capacidade operacional do Banco de Poupança e Crédito para que os clientes, sejam empresas sejam particulares, consigam confiar no propósito de prestação de um serviço integral”.

“A função de intermediação do Banco, em particular a de crédito, passa pela capacidade de, com prudência, concretizar o binómio criação de valor para os clientes e para o banco. Todos, empresas e particulares, podem contar com uma gestão ética, profissional e responsável”, concluiu.

O Ministro das Finanças, Archer Mangueira, em representação dos accionistas do Banco de Poupança e Crédito, presidiu à cerimónia testemunhada pelo Governador do Banco Nacional de Angola, Valter Filipe da Silva, os Secretários de Estado da Economia, das Finanças e do Tesouro, respectivamente Laura Monteiro, Valentina Filipe e Mário Nascimento, para além de altos quadros do Ministério das Finanças.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.