Mercado

Bolsas e matérias-primas negoceiam em ligeira alta

22/09/2015 - 17:31, Global Report

As bolsas europeias negociaram ontem em terreno positivo, depois das eleições na Grécia e numa sessão em que a companhia alemã Volkswagen esteve em destaque pela negativa, os preços do petróleo subiram e o euro desceu. A evolução dos principais índices bolsistas europeus também foi marcada pelos receios dos investidores em torno da evolução da […]

As bolsas europeias negociaram ontem em terreno positivo, depois das eleições na Grécia e numa sessão em que a companhia alemã Volkswagen esteve em destaque pela negativa, os preços do petróleo subiram e o euro desceu.

A evolução dos principais índices bolsistas europeus também foi marcada pelos receios dos investidores em torno da evolução da economia mundial depois da Reserva Federal dos Estados Unidos ter decido não alterar neste mês de Setembro a sua política monetária. O português PSI-20 liderou as valorizações ao somar 1,16 por cento, seguido do principal índice holandês, que chegou a subir 0,97 por cento. O Stoxx 600, índice de referência europeu, subiu 0,06 por cento logo a seguir à abertura.

Este domingo, os gregos voltaram a eleger o partido de esquerda Syriza, sem uma maioria absoluta. O líder do partido anunciou já uma coligação com o partido Gregos Independentes para governar.

A construtora automóvel Volkswagen admitiu ter sistematicamente cometido fraude nos testes de poluição de ar nos Estados Unidos durante anos. A marca germâmica pode vir a ser multada em muitos milhares de milhões de euros e pode ter de enfrentar os tribunais.

As acções da Volkswagen recuaram 13,18 por cento para 141euros durante a jornada de ontem, no prenuncio  do que pode ser uma crise .

A moeda única europeia foi negociada em queda ligeira face ao dólar. Depois da abertura, o euro cede 0,01 por cento para 1,1297 dólares. O banco norte-americano Goldman Sachs, num relatório citado pela Bloomberg, considera que o euro pode cair até dez cêntimos de dólar numa altura em que o Banco Central Europeu se estará a preparar para fortalecer cada vez mais os estímulos para atingir os seus objectivos para a inflação.

Petróleo em alta

Os preços do petróleo estiveram em alta nos mercados internacionais após terem registado a maior queda em duas semanas. O petróleo West Texas Intermediate somou 1,99 por cento para 45,57 dólares por barril e o Brent (de referência de venda do petróleo angolano) cresceu 1,71 por cento para 48,28 dólares por barril.

Isso sucede numa altura em que, escreveu a Bloomberg, os fundos especulativos reduziram as suas apostas numa queda dos preços da matéria-prima, levando assim os preços a subirem.

O ouro operou em subida ligeira, avançando 0,01 por cento para 1.139,40 dólares por onça, influenciado por rumores do mercado de que a Reserva Federal dos Estados Unidos pode subir as taxas de juro ainda este ano, baixando o refúgio dos investidores nesse metal.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.