Mercado

CEO da United Airlines pede desculpas e refuta hipótese de demissão

13/04/2017 - 12:03, Global Report

O CEO assumiu ter sentido constrangimento e garantiu que o incidente ocorrido “nunca pode acontecer e nunca mais acontecerá num voo da United Airlines”.

No seguimento do escândalo em que a companhia aérea, United Airlines, se encontra envolvida depois de ter agressivamente retirado um passageiro do avião, o CEO da empresa Oscar Munoz, confirma que não se vai demitir, avança o Jornal Económico.

“Não, eu fui contratado para fazer a United Airlines melhor e é isso que tenho feito, e vou continuar a fazer”, respondeu Munoz quando questionado sobre se se demitiria do cargo, numa entrevista à ABC.

O CEO assumiu ter sentido constrangimento e garantiu que uma situação semelhante “nunca pode acontecer e nunca mais acontecerá num voo da United Airlines”.

No último domingo, um passageiro de nome Dao foi retirado por agentes de autoridade de um voo sobrelotado e as imagens vídeo do acontecimento tornaram-se virais pela agressividade com que o passageiro foi tratado.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.