Mercado

Davos 2017: Crescente populismo preocupa Lagarde

19/01/2017 - 14:23, Global Report

Presente no Fórum Económico Mundial em Davos, Lagarde disse que ela havia destacado os perigos da crescente desigualdade há quatro anos, mas que tinha sido ignorada. “Espero que as pessoas vão ouvir agora”, disse ela.

A directora do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, pediu uma acção urgente para enfrentar a “crise de classe média” que atinge os trabalhadores, alertando que a desigualdade, a desconfiança e a falta de esperança alimentam o crescente populismo, avança The Guardian.

Presente no Fórum Económico Mundial em Davos, Lagarde disse que ela havia destacado os perigos da crescente desigualdade há quatro anos, mas que tinha sido ignorada. “Espero que as pessoas vão ouvir agora”, disse ela.

Lagarde disse que o abismo entre ricos e pobres era evidente a partir de um relatório da Oxfam mostrando que oito bilionários possuem a mesma quantidade de riqueza que a metade mais pobre da população mundial, 3,6 bilhões de pessoas.

A visão de Lagarde de que a classe média estava em crise foi compartilhada pelo ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden disse que a globalização e a nova tecnologia estavam efectivamente “esvaziando a classe média, o motor tradicional do crescimento económico e da estabilidade social nas nações ocidentais”.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.