Mercado

Diplomata britânico que deveria negociar termos do Brexit demite-se

03/01/2017 - 16:15, Global Report

Segundo a BBC, o Ministério dos Negócios Estrangeiros ainda não apresentou as razões para a demissão de Ivan Rogers.

Por Jornal Económico 

O principal diplomata britânico na União Europeia, Ivan Rogers, renunciou nesta terça-feira, ao seu cargo sem apresentar justificações para o acto. O homem que se esperava vir a ter um papel fundamental nas negociações para o Reino Unido abandonar a União Europeia, foi nomeado por David Cameron como representante em Bruxelas, em 2013.

Segundo a BBC, o Ministério dos Negócios Estrangeiros ainda não apresentou as razões para a demissão de Ivan Rogers.

A BBC recorda ainda que, em Dezembro, o diplomata confidenciou aos ministros que um acordo de comércio entre o Reino Unido e a União Europeia poderia demorar 10 anos a concluir e que esta seria a opinião dominante em Bruxelas. Sentia-se “algum fracasso na sincronização” entre o diplomata e o governo britânico, escreveu a BBC. O diplomata foi criticado em alguns grupos britânicos pelo “pessimismo” nestas previsões.

O final de Março é apontado como o prazo para o início das conversações formais entre o Reino Unido e a União Europeia.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.