Mercado

FMI propõe que Brasil aumente os impostos

22/07/2016 - 09:51, América Latina, Global Report

O país poderá retomar o crescimento económico no próximo ano.

O Brasil deverá aumentar os impostos por recomendação do Fundo Monetário Internacional. A medida será utilizada para limitar o crescimento dos gastos públicos dos país.

“O novo governo deve complementar a proposta de um tecto para os gastos com medidas tributárias e resolver a rigidez das despesas e mandatos insustentáveis, incluindo na previdência”, lê-se num documento do FMI para a reunião ministerial do G20, grupo dos países mais ricos do mundo, que começa sábado na China.

De acordo o jornal de Negócios, o FMI propôs também que além do aumento de impostos e de contenção, o país deve prosseguir com reformas estruturais que aumentem a produtividade e a competitividade. Como também a implementação do programa de concessões de infra-estruturas.

O FMI revela que as condições no Brasil e na Rússia estão a melhorar e que ambos podem retomar o crescimento económico em 2017.

No início do mês, o ministro das Finanças brasileiro, Henrique Meirelles, anunciou querer reduzir a meta fiscal do défice através da obtenção de receitas extra no próximo ano, falando, por exemplo, em venda de activos, concessões e outorgas. Na ocasião, o responsável pelas finanças brasileiras referiu que um aumento de impostos viria apenas em último caso.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.