Mercado

Artistas plásticos apresentam inovações nas artes

08/02/2018 - 14:30, + Mercado

O projecto foi apresentado essa semana por um grupo de artistas da nova geração, onde permitiu o público conhecer as novas estéticas da actual geração.

O projecto que já vai na sua quarta edição, contou com nomes de grande relevância da nova geração de artistas, como Alekssandre Fortunato, que apresentou “Um gostinho disto”, Edson Chagas, e as suas “Gaiola do Pássaro Paraplégico”, Lola Keyezua, com a “Exonerada”, Toy Boy, e o “Peso em contra peso”,  o “Purgatório”, de Thó Simões.

A mostra “Fuckin’Globo” é uma iniciativa colectiva e trouxe  um pouco do melhor de duas gerações, com a obra “Unbalanced”, de António Ole.Um dos mentores do projecto, Kiluanji kia Henda, afirmou que o objectivo foi cumprido, por ajudar a criar um título “ousado e pretensioso”.

“Tivemos a ideia de apresentar às pessoas reflexões inovadoras e introspectivas. Apesar de ter sido pensado por um grupo de amigos, vemos que conseguimos conquistar o público e ter um espaço onde podemos exercer liberdade estética”, disse. O artista Tho Simões, foi uma das atracções desta edição com a obra “Purgatório”, onde prendeu o público.

De recordar, que 2015 o Fuckin’Globo tem ocupado os quartos do Hotel Globo, na Baixa de Luanda, num edifício dos anos 50 do século XX, entre a Avenida Rainha Ginga e a Rua Comandante Veneno, acrescenta a curadora. O programa da exposição reservou a realização de um debate subordinado ao tema: “Adaptação à sempre mutável realidade política”, com a participação de José Mena Abrantes, Paula D’Alma, Kiluanji Kia Henda, António Ole, Suzana Sousa, Mbuta Zawua e André Cunha.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.