Mercado

Brunch With…Yona Santos

30/10/2017 - 09:47, Brunch with

Yona Santos é uma mulher destemida, e quem a conhece sabe que abraçar novos desafios não é problema para a jovem que assume há três anos o cargo de directora de recursos humanos do Banco Keve.

Por Líria Jerusa | Fotografia Carlos Muyenga

Quem a ouve falar com tanta paixão pelo sector não imagina que esta não foi a sua primeira escolha. Inicialmente Yona Santos almejava ser secretária, e entrar para a banca foi mais uma oportunidade de emprego do que propriamente um sonho que seguiu. “A princípio era um caminho que se abriu. E, hoje em dia, é um projecto de vida”, confessa.

Uma década de desafios

Nos 10 anos que tem de banca voltada para a área de gestão de pessoas, a directora conta que enfrentou diversos desafios que a têm feito superar-se diariamente e tornar-se numa profissional melhor, a cada dia que passa.

Entre muitos desafios, Yona destaca alguns: “Em primeiro, a necessidade de apoio por parte dos líderes das organizações na construção e valorização das políticas internas de recursos humanos.”
Também importante, refere, o reconhecimento do profissional de recursos humanos enquanto parte integrante da construção das estratégias do negócio, outro grande desafio que aponta com determinação.

Confessa-nos ainda que tem um especial jeito para lidar com as várias vertentes do ser humano, sejam elas de carácter pessoal, social ou profissional.

Por outro lado, a entrevistada considera que a preocupação com a qualidade do capital humano deve ser fundamental para a própria qualidade do sector. “É preciso que haja pessoas competentes, capazes e com conhecimentos alargados”, referiu.

Yona congratulou-se, ainda, com o facto de o sector estar a evoluir cada vez mais e a abrir-se para que os profissionais da área possam estar em posições mais hábeis.

“Felizmente está cada vez mais distante o tempo em que a gestão de pessoas era considerada apenas como a área que garante a satisfação e motivação dos colaboradores, hoje tem-se dado aos profissionais de recursos humanos uma posição cada vez mais estratégica dentro das organizações”, refere Yona Santos.

Acrescenta ainda que hoje já é comum ver departamentos de RH alinhados com os planos estratégicos e de negócio das empresas a par de outras áreas como as vendam, tecnologias ou infra-estruturas.

A sua visão sobre a gestão de RH

Para a directora, ainda há um caminho longo a percorrer, quer ao nível de desenvolvimento, quer ao nível da capacitação dos quadros. No entanto, cada vez mais a tendência será para a capacitação e especialização dos quadros.

“Há consciência cada vez maior da importância das pessoas no circuito organizacional e também na humanização das empresas e das relações profissionais”, afirma.
Explica também que é cada vez mais visível encontrar na banca perfis de competências mais complexos, profissionais qualificados e que façam jus ao profissional bancário de qualquer parte do mundo.

Por outro lado, Yona afirma que a gestão de pessoas tem vindo a ganhar a importância que realmente tem nos últimos tempos.
“As pessoas estão a deixar de ser vistas como meras engrenagens, de fácil substituição, e passam a ser encaradas como fundamentais e essenciais para o sucesso das organizações”, disse.

O outro lado

Licenciada em Gestão de Recursos Humanos pela ULHT, em Lisboa, Yona fez uma pós-graduação em Direito do Trabalho e Segurança Social, pela Universidade de Direito de Lisboa e Faculdade Agostinho Neto de Direito, possuindo ainda um masterem Banking Administration, pela Universidade Nova de Lisboa.

Yona Santos conta que nasceu em Benguela há 39 anos, mas foi em Portugal que viveu a maior parte da sua vida. Tornar-se um ser cada vez melhor em tudo o que faz é a sua maior ambição actualmente. “Quero ser a melhor mãe, esposa, profissional e cidadã.”

No que toca os seus sonhos, a directora de recursos humanos diz que almeja pôr em prática um projecto de cariz social que vem desenvolvendo há já algum tempo. “Vou sonhando e concretizando. Até os sonhos têm de ser planeados”, disse.

Por ter vivido a maior parte do tempo fora da sua cidade natal, diz que é uma grande apreciadora de praia, mas o que a motiva mesmo é abraçar desafios. “Adoro estar envolvida em novos projectos”, finaliza.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.