Mercado

Estes cartões-de-visita só não tiram cafés

22/10/2015 - 11:38, + Mercado, Negócios do outro mundo

A Moo criou uma linha de cartões digitais que permitem partilhar informações pessoais e contactos, ligar a redes sociais e até conversar em videochat.

Por Paulo Narigão Reis | Fotografia DR

Faz sentido ter cartões-de-visita na era dos smartphones e das redes sociais, onde a informação é tanta, que, às vezes, parece querer esmagar-nos? Para a Moo, empresa norte-americana sediada no estado de Rhode Island, faz todo o sentido. Só que com um “twist”: os seus cartões servem para muito mais do que merarmente partilhar o nome, morada e número de telefone. Na realidade, servem para, se assim o quisermos, partilhar toda a nossa vida.
Os Business Cards + são o mais recente e original “upgrade” ao clássico cartão-de-visita, aliando os suportes físico e digital de forma inovadora e abrangente. A grande estrela dos novos cartões é a tecnologia NFC, sigla para Near Field Communication, um método de transmissão de dados cada vez mais utilizado, nomeadamente em serviços de pagamentos como o Apple Pay ou em alguns cartões de crédito. Cada cartão inclui um pequeno chip, capaz de armazenar toda a informação que achemos por bem incluir e que permite partilhar, a uma distância nunca superior a 10 centímetros, todo o tipo de dados desde que o receptor possua tecnologia igual. O que, hoje em dia, é cada vez mais comum: a grande maioria dos smartphones equipados com sistem Android e Windows dispõe da opção NFC para transmissão de dados. Os iPhones a partir do modelo 6 já possuem a tecnologia NFC, mas, para já, só pode ser utilizada para o serviço Apple Pay. Espera-se que, no futuro, a Apple liberte a tecnologia para outras finalidades.
Partilha total
Os cartões da Moo permitem, naturalmente, a partilha dos habituais dados de informação pessoal mas vão muito mais longe. É possível partilhar toda a nossa lista de contactos, websites, portefólios online, as redes sociais a que pertencemos e até as playlists musicais que criamos no Spotify. “Retira o trabalho de ter de escrever o URL dos sites que queremos partilhar e, ao mesmo tempo, manter a beleza do cartão de visita clássico, que todos nós sabemos como utilizar”, diz Richard Moross, fundador e CEO da Moo, em declarações à Fast Company.
Os utilizadores podem, também, personalizar a qualquer momento a informação que desejam que conste no seu Business Card +. Para tal, a Moo disponibiliza uma plataforma online, denominada Paper +, que pode ser vista como uma app store exclusiva. A plataforma permite ao utilizador controlar as ligações dos seus cartões e até ver quem clica nos seus cartões. As aplicações são variadas e podem ir desde o mais simples – acrescentar os seus contactos ao smartphone do seu interlocutor, por exemplo – até às mais “sociais”, como carregar uma música ou as fotos postadas no Instagram. Permite, ainda, navegar com a aplicação Citymapper e até fornecer a ligação para uma convsersa em videochat, através da aplicação Appear.in.
Resta falar do preço. Os Business Cards + custam entre 29,99 USD (20 cartões) e 119,96 USD (80 cartões), e o seu design pode ser personalizado.
Para mais informações, consultar a página da empresa: www.moo.com.

Gosta deste artigo? Partilhe!