Mercado

Palácio de Ferro acolhe exposição de Gustave Eiffel

21/07/2017 - 08:29, + Mercado

O tema da exposição, “Gustave Eiffel – O Mágico do Ferro”, é uma proposta que visa abordar o universo Eiffel ao longo dos anos.

O edifício do Palácio de Ferro, sede da III Trienal de Luanda, é palco da exposição fotográfica e vídeo sobre o arquitecto francês, Gustave Eiffel, numa organização da Fundação Sindika Dokolo, Embaixada da França em Angola e da Alliance Française de Luanda, no âmbito da III Trienal de Luanda, reconhecido mundialmente como sendo o “mágico do ferro”.

O tema da exposição, “Gustave Eiffel – O Mágico do Ferro”, é uma proposta que visa abordar o universo Eiffel ao longo dos anos. Na ocasião, o Embaixador de França em Angola, Sylvain Itté, mostrou-se radiante pela homenagem. “Estou muito orgulhoso em saber que uma obra inspirada do seu talento é actualmente um dos lugares mais altos do património e da cultura em Angola”, afirmou o diplomata.

Os visitantes poderão encontrar, no piso superior e inferior, imagens de diferentes obras, entre as quais a “Ponte Rodoviária de Cubzac”, em França, a “Ponte Maria Pia”, na cidade do Porto, em Portugal, “Torre Eiffel”, em França, a “Estação de Comboios de Nyugati”, Budapeste (Hungria) e outras.
A amostra, que decorre de 15 de Julho a 15 de Agosto, das 10 às 21 horas, de Terça-feira a Sábado, expõe mais de 30 fotos e vídeos inéditos, apresentando as realizações e o legado do arquitecto em todos os continentes.

Engenheiro, arquitecto, empresário e cientista francês, Alexandre Gustave Eiffel, mais conhecido por Gustave Eiffel, fez literalmente magia, deixando a sua marca um pouco por todo o Mundo. Além da Torre Eiffel, é responsável por mais de 300 obras, desde a armação da Estátua da Liberdade, em Nova Iorque, ao Palácio de Cristal, em Guayaquil (Equador).

Nascido no dia 15 de Dezembro de 1832, em Dijon (Paris-França), Gustave Eiffel fez os estudos primários no Colégio Sainte-Barbe. Em 1852, ingressa na Escola Central de Artes eManufacturas, especializando-se em Engenharia Química. Começou a sua carreira numa empresa de construção de caminhos-de-ferro. Aos 26 anos, constrói a ponte ferroviária de Bordéus.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.