Mercado

Twana Teatro volta à Trienal com “Clandestinos no Paraíso”

21/06/2017 - 14:37, + Mercado

A obra faz uma abordagem e uma crítica construtiva aos vários problemas que a sociedade angolana vive, apresentando Luanda como uma cidade complexa, em todos os aspectos.

A Companhia Twana Teatro, depois de ter actuado no passado dia 9 de Junho de 2016, volta à III Trienal de Luanda com a obra “Clandestinos no Paraíso” do jornalista e escritor Luís Fernando, nesta quinta-feira, 22 de Junho, às 20 horas. Adaptada e encenada por Víctor Sampaio, director do colectivo, a peça reconta a vida de Alegria da Costa.

Em pleno século XXI, a obra faz uma abordagem e uma crítica construtiva aos vários problemas que a sociedade angolana vive, apresentando Luanda como uma cidade complexa, em todos os aspectos. A peça retrata, abertamente, o fenómeno social do “cabritismo” em pleno século XXI, onde o empresário aproveita-se dos seus bens para “enganar” jovens.

Luís Fernando nasceu na aldeia do Tomessa, província do Uíge, em 1961. É jornalista desde os 17 anos de idade. Lançou a sua primeira obra literária em 1999, intitulada “Noventa Palavras”, seguindo-se outras. Ao passo que a Companhia Twana Teatro foi fundada no dia 28 de Fevereiro de 2002 por jovens do distrito urbano do Sambizanga.

No reportório do colectivo consta várias distinções, entre as quais primeiro lugar no Festival de Teatro do Sambizanga, edição 2010, grupo revelação no Prémio cidade de Luanda, edição 2010, vencedor do Festival de Teatro das Igrejas Evangélicas de Angola, edição 2014 e do Prémio de Teatro Santa Bakita (Cazenga), edição 2014.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.