Mercado

Barclays e Time lançam índice baseado na lista da Fortune 500

10/07/2017 - 15:30, Markets

Grupo de media procura diversificar receitas com o lançamento de um novo fundo de índices (ETF). Negociação começou neste mês.

Por André Samuel 

andre.samuel@mediarumo.co.ao 

O mercado accionista norte-americano prepara-se para receber um novo índice, baseado na performance das maiores empresas seleccionadas anualmente pela revista Time.

O Fortune 500 Equal Weighted Index chega neste mês à bolsa, fruto de uma parceria entre a Time Inc. e o banco Barclays PLC.

Segundo o administrador do banco, Dupe Adeyemo, em entrevista concedida à Reuters, o produto vai rivalizar com os principais índices existentes.
“Pensamos que, com um nome como o da Fortune, conhecido do público, iremos distinguir-nos entre outros fundos negociados em bolsa que aparecem no mercado”, disse, acrescentando que o Fortune 500 Equal Weighted Index integra cerca de 450 empresas de capital aberto com uma receita conjunta anual superior a 11 biliões EUR .

Na origem do lançamento deste índice, está a necessidade de diversificar a arrecadação de receitas por parte da revista norte-americana que, como muitas publicações, tem vindo a assistir à perda de peso das receitas com vendas e publicidade na edição física, com o digital a ganhar cada vez mais importância no negócio.

De acordo com o subdirector da Fortune, Brian O’Feefe, este índice, que já deveria ter sido lançado “há muito tempo”, está associado à opção por formas “mais criativas” para expandir a marca de media.

Novos índices até ao final do ano

O novo índice atribuirá o mesmo peso a todas as acções que o compõem, ao contrário do que acontece com o S&P 500, por exemplo, onde estão organizados por valor de mercado.

Em contrapartida, “para o último trimestre do ano, está previsto o lançamento de novos índices baseados na performance por receita e lucro”, refere Dupe Adeyemo.

No início do ano, a Time Inc. e a Meredith Corp., grupo de medianorte-americano, anunciaram estar a negociar uma fusão, um negócio que não resultou depois de o grupo que detém a Timeter discordado do preço oferecido pela ‘concorrente’.

A Time Inc. acabou por reduzir o número de colaboradores em 4% – cerca de 300 – no final do primeiro semestre, procurando agora pelas novas formas de receita, incluindo o lançamento do Fortune 500 Equal Weighted Index. Não foram divulgadas as contrapartidas financeiras para a revista.
“O licenciamento de índices não é um negócio lucrativo fenomenal”, alerta Dave Nadig, director-executivo da ETF.com, líder mundial em fundos de índices (ETF, na sigla inglesa, que significa exchange traded funds), baseada em Nova Iorque.

Uma história de sucesso

Os ETF surgiram no fim da década de 80 nos EUA, tendo o segundo sido lançado em 1990, na Bolsa de Toronto. Actualmente, são uma das maiores classes de activos da indústria de investimentos mundial, além de serem os activos mais negociados em vários mercados accionistas internacionais.

Inicialmente, os ETF limitavam-se a replicar determinado índice de acções de um único mercado, mas, com o desenvolvimento da indústria, surgiram ETF que replicam índices de acções de vários países ou regiões, índices de commodities, commoditiesisoladas, como ouro e petróleo, e índices de renda fixa.
Os ETF podem ter em carteira os activos que compõem os índices que replicam ou derivados, como futuros e swaps.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.