Mercado

Fundos de acções dos EUA registam fortes subidas no último ano

24/11/2017 - 15:31, Bodiva, featured

S&P 500 ganha quase 20% desde a tomada de posse de Trump. Fundos de acções em bancos lusos com rentabilidades entre 15% e 25%.

Por André Samuel 
a n d r e . s a m u e l @ m e d i a r u m o . c o . a o

Nos últimos 12 meses, os mercados norte-americanos registaram uma subida relativamente constante, em especial no caso do índice S&P 500, que avançou 19,48% em sete subidas mensais consecutivas, tendo atingido 50 novos máximos neste ano, segundo uma análise da Funds People.

Este ciclo coincide com o período de governação de Donald Trump, eleito em 8 de Novembro de 2016. Apesar da apreensão e incerteza verificada no período da campanha eleitoral, a eleição de Trump parece ter sido frutífera nas bolsas, considerando os máximos atingidos durante este ano. E, recentemente, Trump fez questão de deixar isso bem claro.

Durante uma viagem no Air Force One, em declarações aos jornalistas, o presidente norte-americano afirmou, com ironia, que o mercado de capitais se estava a comportar bem graças a ele.

“Sempre fui muito bom com o dinheiro, sempre fui muito bom a trabalhar, isso é o que faço. E fi-lo bem, fi-lo realmente bem, muito melhor do que as pessoas entendem, e entendem que o fiz bem”, afirmou.

Tendo em conta este contexto, os quatro fundos de acções norte-americanas disponibilizados em Portugal, por exemplo, geridos por entidades dos EUA, beneficiaram do ‘efeito Trump’ – e registaram fortes ganhos no último ano, com rentabilidades anualizadas superiores a 15% no período de 8 de Novembro de 2016 e 8 Novembro de 2017.

Saiba mais na edição desta semana, do Jornal Mercado, edição 131  já nas bancas!

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.