Mercado

POPEMA identifica primeiras empresas para a Bolsa

11/09/2015 - 17:23, Bodiva

O Plano Operacional de Preparação das Empresas para o Mercado Accionista (POPEMA) vai identificar o primeiro grupo de empresas industriais estratégicas para admissão na Bolsa de Valores Mobiliários, afirmou o secretário de Estado da Indústria na abertura do roadshow sobre o programa realizado em parceria com a Comissão do Mercado de Capitais (CMC) O secretário […]

O Plano Operacional de Preparação das Empresas para o Mercado Accionista (POPEMA) vai identificar o primeiro grupo de empresas industriais estratégicas para admissão na Bolsa de Valores Mobiliários, afirmou o secretário de Estado da Indústria na abertura do roadshow sobre o programa realizado em parceria com a Comissão do Mercado de Capitais (CMC)

O secretário de Estado espera que o evento responda às necessidades das empresas industriais nacionais, que reclamam um maior acesso ao financiamento da actividade produtiva.

“O POPEMA vai esclarecer as empresas sobre as condições e requisitos essenciais que devem reunir para aceder à bolsa e ao financiamento das suas actividades”, disse.

Kiala Gabriel considera que o sector bancário continua a não dar a resposta adequada às expectativas do sector empresarial, apesar de registar um crescimento em termos institucionais e associativos. Acredita que a banca, a curto ou médio prazo, dificilmente vai poder dar resposta cabal ao desejo de financiamento do sector empresarial nacional.

“Consideramos, por isso, a Bolsa uma boa alternativa para o financiamento das empresas”, frisou lembrando que Angola, apesar dos constrangimentos, está empenhada no processo de industrialização e de diversificação da sua economia, no sentido de diminuir as importações, fomentar as exportações e lançar as bases para o crescimento interno sustentável.

Um recenseamento realizado pelo Ministério da Indústria revelou que, em 2002, o sector da indústria transformadora contava com 2.140 empresas activas e 29.856 trabalhadores. Nesse ano, o peso do sector no Produto Interno Bruto era de 4,3 %.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.