Mercado

BPC investe menos em títulos e valores mobiliários

06/08/2015 - 15:01, Bolsa Internacional, Markets

Banco concluiu processo de registo na Comissão do Mercado de Capitais e vai poder transaccionar na BODIVA nos próximos anos.

Por André Samuel | Fotografia Walter Fernandes

As operações de negociação de títulos e valores mobiliários do Banco de Poupança e Crédito passaram de 46,4 mil milhões Kz em 2013 para 46,1 mil milhões Kz em 2014, uma redução de 0,7% (336,5 milhões Kz).
Este resultado perpetua a tendência de redução do investimento em títulos que o banco regista desde 2010, de acordo com as análises aos relatórios e contas deste período.
No período em análise, o banco retraiu o investimento em títulos em 20,4% no biénio 2010/2011, passando de 87,6 mil milhões Kz para 69,7 mil milhões Kz, tendo no ano seguinte (2012) reduzido outros 10,3% comparativamente ao ano anterior, mas não tão grave como a redução verificada no período 2012/13, que foi de 25%.
De volta à análise dos títulos e valores mobiliários do banco no período de 2014 face a 2013, os títulos mantidos para a negociação verificaram uma redução de 1,9% (cerca de 780,4 milhões Kz), ao passarem de 39,4 mil milhões Kz para 38,7 mil milhões Kz. Por outro lado, o BPC aumentou em 1% o volume de títulos mantidos até ao vencimento (443,8 milhões Kz). Em 2014, os títulos mantidos até ao vencimento foram de 7,4 milhões, representando 19% da carteira de títulos do banco.

BPC vai para a Bolsa da Dívida Pública
Nos próximos anos, o banco poderá transaccionar e intermediar os títulos na BODIVA, dado que concluiu no passado mês de Junho o processo de registo na Comissão do Mercado de Capitais, juntamente com o Banco Privado Atlântico, o Banco Keve, o Banco de Negócios Internacional, o Standard Bank Angola e o Standard Chartered Bank Angola.
Estes bancos juntam-se aos veteranos neste mercado (Banco Angolano de Investimentos, Banco de Fomento Angola, Banco Millennium Angola), que registaram durante o mês de Junho a negociação de 161 301 obrigações e bilhetes do tesouro, movimentando assim um montante superior a 22 mil milhões Kz. Estas transacções foram registadas pelos bancos BFA, BAI e Millennium, com uma quota de mercado correspondente a 84,6%, 9,50% e 5,85%, respectivamente.
O registo das transacções no Mercado de Registo de Títulos do Tesouro, ao dar a conhecer a todo o mercado os termos dos negócios (preço e quantidade) efectuados, irá concorrer para o aumento da transparência e da confiança dos investidores, bem como para a formação de uma curva de preços para os activos nele registados, que deverão servir de referência para futuras transacções.
Neste sentido, todo e qualquer investidor que pretenda transaccionar títulos de dívida do Estado angolano deverá contactar os intermediários financeiros licenciados pela Comissão do Mercado de Capitais e registados na BODIVA.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.