Mercado

BT rendem ao Estado 1,5 biliões Kz em 10 meses

20/12/2016 - 08:53, Markets

Março foi o período em que o Estado mais contraiu dívida, tendo a carteira de BT emitida registado o montante de 215,9 mil milhões Kz.

Por Fernando Baxi 

fernando.baxi@mediarumo.co.ao 

Os bilhetes do Tesouro (BT) emitidos no mercado primário, desde o arranque do ano até Novembro último, totalizaram 1,5 biliões Kz, um aumento de 154%, face aos 601,6 mil milhões Kz emitidos em igual período do ano passado.

Os BT foram emitidos pelo Ministério das Finanças e negociados pelo Banco Nacional de Angola (BNA), operador do Estado, com os bancos comerciais e demais interessados.

Para o presente ano, o Estado arrecadou mais 925,8 mil milhões Kz em BT em relação ao ano passado, fruto do resultado da intensificação do programa da dívida interna para fazer face à queda das receitas provenientes do sector petrolífero.

Maior contracção da dívida

Março foi o período em que o Estado mais contraiu dívida, tendo a carteira de BT emitida registado o montante de 215,9 mil milhões Kz. O resultado foi o maior dos últimos oito anos, precedido pelos meses de Maio e Junho, com 200 mil milhões Kz e 201 mil milhões Kz, respectivamente.

Nos primeiros cinco meses do presente ano, o Estado procedeu igualmente ao resgate de BT no valor total de 1,08 biliões Kz.

O montante devolvido aos investidores na dívida pública é 84% superior aos 589,1 mil milhões pagos na mesma data do ano passado. Ou seja, foram pagos mais 495, 4 mil milhões que na data anterior. De forma isolada, o resgate feito em Novembro foi o maior do ano (141 mil milhões), representando 13% do total dos resgates.

De acordo com dados oficiais do BNA, o stock das BT até ao mês de Novembro foi de 871,3 biliões Kz, valor superior em 6% ao do mês anterior.
Em termos homólogos, o stock de Novembro ascende em 125% os 387,2 mil milhões Kz do stock de 2015.

Por outro lado, as obrigações do Tesouro (OT) renderam ao Estado 625,1 mil milhões Kz até ao mês de Outubro. Com este valor, segundo a mesma fonte, o financiamento interno por via das OT subiu 137%, quando comparado com dados homólogos.

No total houve registo de um acréscimo de 361,9 mil milhões Kz para os cofres do Estado.

Assim sendo, foi devolvido aos investidores, por esta mesma via, cerca de 224,8 mil milhões Kz, reforçando a confiança destes para com o Estado e constituído um stock para as OT no valor de 3,1 biliões Kz.

A taxa de remuneração dos BT para a maturidade de 91 dias aumentou 3,61 pontos percentuais desde o início do ano, passando de 14,01% para 17,64%. Para as maturidades de 182 e 364 dias, a taxa evoluiu, respectivamente, de 15,50% e 16,10% para 20,96% e 23,04%.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.