Mercado

FED poderá adiar aumento da taxa de juro devido a Trump

10/11/2016 - 16:50, Markets

A turbulência do mercado já forçou a Fed no passado a adiar subidas das taxas de juros, incluindo a queda do mercado de acções chinês em 2015 e a decisão dos eleitores do Reino Unido, de votar favoravelmente a saída da União Europeia em Junho passado.

Por Jornal Económico

Os mercados financeiros estão extremamente voláteis após a vitória de Trump, com o dólar e as acções a afundarem e o ouro, um activo de refúgio, a subir cerca de 2%, reflectindo os receios dos investidores em relação à incerteza global quanto às políticas que serão tomadas pelo novo presidente republicano.

A turbulência do mercado já forçou a Fed no passado a adiar subidas das taxas de juros, incluindo a queda do mercado de acções chinês em 2015 e a decisão dos eleitores do Reino Unido, de votar favoravelmente a saída da União Europeia em Junho passado.

De acordo com sondagem e com a opinião dos analistas, os investidores preferiam a vitória da rival democrata de Trump, Hillary Clinton, como candidata do ‘status quo’.

Trump prometeu desmantelar ou renegociar os acordos de comércio internacional, o que poderá desencadear uma onda de proteccionismo, ameaçando limitar uma frágil recuperação da economia global.

“Trump aumenta a hipótese de que o Fed não tome decisões em Dezembro”, disse Mark Zandi, economista-chefe da Moody’s Analytics, citado pela Reuters.

Esta quinta-feira, Williams e Bullard, ambos membros da FOMC, farão discursos públicos, que serão escutados com especial atenção pelos investidores, que esperam perceber a reacção do FED em relação ao resultado eleitoral, e o seu impacto nas decisões do banco central.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.