Mercado

PWC vence concurso para Auditoria Externa da Sonangol no triénio

01/11/2017 - 13:04, Markets

A Sonangol, em cumprimento das exigências estatutárias e boas práticas internacionais, lançou, no dia 30 de Agosto de 2017 um Concurso Público Limitado por Prévia Qualificação para contratação de uma Entidade que prestará serviços de Auditoria

A  Sonangol,  em  cumprimento  das  exigências  estatutárias  e  boas  práticas internacionais, lançou, no dia 30 de Agosto de 2017 um Concurso Público Limitado por Prévia Qualificação para contratação  de  uma  Entidade  que  prestará  serviços  de  Auditoria  Independente  às Demonstrações  Financeiras  Individuais  e  Consolidadas  da  Sonangol  E.P.,  e  suas Subsidiárias, referentes aos exercícios de 2017, 2018 e 2019.

Para a referida contratação a  Sonangol não só salvaguardou o cumprimento de todos os trâmites legalmente previstos, como lhe compete, mas optou, sobretudo, por incluir algumas etapas adicionais de interacção directa entre as partes, no sentido de reforçar a  transparência,  equidade  e  aplicação  dos  princípios  éticos,  adequados  aos  padrões internacionais que, presentemente, regem a actividade da empresa.

O processo implicou a criação de uma Comissão de Avaliação  Independente,  e multidisciplinar,  constituída  por  elementos  de  áreas  especialistas  relevantes  como sejam a financeira,“procurement”, jurídica, ética e técnicos especializados no objecto do concurso.

Esta  Comissão  geriu  de  forma  autónoma  todas  as  fases  do  processo,  desde  a  pré-qualificação  incluindo  ainda  o  envio  de  carta-convite sessão  de  esclarecimento  aos concorrentes com apresentação do caderno de encargos e partilha de expectativas da Sonangol; sessão de realinhamento dos trabalhos em curso com instruções prévias abertura das propostas em sessão pública; apresentações individuais e presenciais dos termos de cada proposta por parte dos concorrentes. Só após o cumprimento rigoroso destas etapas a Comissão  de  Avaliação  ficou  em  condições  de  decidir  sobre  as entidades que passaram à fase de negociação.

Da fase de pré-qualificação resultou o convite para apresentação de propostas a cinco empresas,  BDO,  KPMG,  GB-  Consultores  Reunidos, PwC  e  E&Y,  das  quais,  apenas quatro submeteram propostas para avaliação, passando à fase de negociação, a PwC e a  E&Y.  De acordo  com  a  carta-convite  apenas  seriam  elegíveis  para  a  fase  de negociação  as  duas  empresas  que  apresentassem  a  melhor  pontuação  mediante  a matriz definida pela área contratante.

Na fase de fase de negociação, que durou aproximadamente duas semanas, e em que tanto a  PwC  como  a  E&Y  tiveram  oportunidade  de  melhorar  as  suas  propostas,  a Sonangol  foi  informada  pela  Ernst  &  Young  sobre  a  existência  de  uma  potencial incompatibilidade  de  projectos,  identificada  pela  sua  estrutura  internacional,  que motivou  a  sua  retirada  do  processo de  negociação  neste  concurso.  Em face disto, a Comissão de Avaliação acabou, naturalmente, por indicar como vencedora a proposta da empresa PwC.

Esta recomendação foi submetida ao Conselho de Administração que decidiu de acordo com a proposta elaborada pelo órgão gestor, optando pela adjudicação dos serviços de Auditoria Independente às Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas da Sonangol à PwC.

O resultado do concurso foi naturalmente comunicado a todas as partes envolvidas. A Sonangol regista o facto de todo o processo ter decorrido num clima de confiança e parceria, com total cooperação por parte de todas as entidades envolvidas, encontrando-se disponíveis para  consulta  todas  as  peças  de  suporte  à tomada de decisão e respectivos fundamentos sobre a mesma.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.