Mercado

Bom chefe de família, bom gestor

03/02/2017 - 08:20, Opinião

Muito do importante da vida do ser humano “joga-se” na célula social chamada empresa.

Por Campos Vieira

Ao enaltecermos a empresa nesse domínio, estamos a valorizar o papel dos empresários e o dos gestores, com a inerente responsabilidade comportamental não só como profissionais mas também como pessoas.

E, a este nível, o exemplo que se dá na vida privada conta sobremaneira para todos: um bom empresário ou gestor deve ser também um bom “chefe” de família e um bom cidadão.

É esta visão abrangente que um trabalhador poderá seguir como exemplo e dar-lhe expressão e profundidade ao longo da sua carreira profissional e da sua vida.

Imaginemos um jovem que vive num ambiente familiar estável, obtém um curso superior e entra no mercado de trabalho.

Ora, o que acontece é que a sua primeira experiência profissional vai influenciar significativamente a sua personalidade, pelo que os valores prosseguidos pela empresa serão relevantes na moldura cívica do trabalhador.

Os valores de integridade, rigor, seriedade, ética e deontologia, instituídos pela organização empresarial, funcionarão como elementos enquadradores de actuação de um indivíduo enquanto ao serviço da mesma e membro da sociedade.

O valor do trabalho em si é virtuoso. Basta pensarmos na situação do jovem desempregado e sem futuro profissional adequado à sua frente. É um drama hoje vivido por muitas famílias, por muitas universidades e por muitos jovens.

Significa, então, que todo o investimento feito a montante, com a educação familiar e escolar, pode ficar comprometido no caso de, no prosseguimento natural da vida, não haver trabalho compatível ou, havendo-o, a experiência profissional se mostrar negativa perante a prática de valores da empresa longe dos antes enunciados.

O contexto empresarial ganha, pois, uma dimensão que está bem acima da simples perspectiva económico-financeira, e projecta a educação profissional como uma enorme relevância, a par da educação familiar e escolar.

Os empresários e gestores, ao darem o exemplo no cumprimento de certos valores fundamentais, na sua actuação quer profissional quer pessoal, estão a fazer com que as empresas funcionem melhor, mas, sobretudo, que a nossa Nação seja mais próspera no futuro.
Esse será o nosso destino!

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.