Mercado

As dez regras de sucesso de Jack Ma

26/05/2017 - 16:50, Opinião

É o homem mais rico da China. E isso só tem importância porque começou do nada e construiu o seu império rodeado de adversidades, porque, para o fundador do Alibaba, um líder tem de ter resistência e capacidade de aceitar e abraçar o fracasso.

1 – Habitue-se à rejeição. Depois da licenciatura, Jack Ma tentou vários empregos, mas nunca ninguém o quis. “Até fui rejeitado na KFC e na Harvard Business School. Depois pensei: “Um dia ainda vou ensinar a esta gente…”

2 – “Mantenha o seu sonho vivo, porque, em algum momento, quem sabe, pode vir a tornar-se realidade.”

3 – “Foco na cultura – não é na tecnologia. É nos valores. Queremos trabalhar em conjunto e ajudar-nos uns aos outros, e não somente ganhar dinheiro.”
4 – “Ignore o ‘little man’ – há sempre quem diga que a sua ideia não presta, não vai resultar, não terá sucesso. Ignore.”

5 – Inspire-se – Jack Ma aprendeu muito com os filmes. “Aprendi a fazer discursos com o filme Guarda-Costas, de Whitney Houston, por exemplo. Sim, não se riam. E Forrest Gumpé o meu filme preferido até hoje. Tanto que se aprende a ver um filme…”

6 – Mantenha-se focado – aprenda a dizer não, porque, se não aprender, não se manterá focado. “Apresentam-me mil negócios por dia, mas não posso ir a todos. E o mais importante, para mim, já não é o negócio em si.”

7 – Escolha um bom nome: “Queria um nome global, pensei muito no Yahoo. Depois pensei em Alibaba. Estava em São Francisco e fui perguntando às pessoas na rua o que significa Alibaba para elas. Gostei. Todos tinham uma resposta.”

8 – Cliente em primeiro lugar: Funcionários em segundo. E accionistas em terceiro. Explica: “O cliente é que nos compra o produto. O funcionário é que o concretiza. E quando vem a crise, os accionistas são os primeiros a saltar para fora. Os clientes ficam e os funcionários também.”

9 – “Não se queixe, procure as oportunidades – Não seja aquela pessoa que está sempre a queixar-se de tudo e de todos. Acabará por deixar passar as grandes oportunidades.”

10 – “Tenha paixão pelo que faz: Se temos um objectivo, um sonho, uma meta, não podemos ter um horário certinho, nem pensar só no mercado interno. Temos de pensar global, fazer as coisas de forma apaixonada e explicar ao nosso grupo para onde vamos.”

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.