Mercado

Os desbravadores

05/01/2017 - 13:21, Opinião

“Quais são os talentos especiais que fazem com que alguns consigam construir um negócio próspero do nada, enquanto outros mesmo tendo a vantagem de uma formação nas melhores universidades afundam uma empresa?

Por Campos Vieira 

Quais são as habilidades que permitem que alguém pegue numa empresa medíocre e a transforme num líder do sector, enquanto outros conseguem transformar organizações de ponta em verdadeiros fracassos?

Quais são as qualidades colectivas responsáveis pelo contínuo crescimento de uma empresa enquanto os seus concorrentes se esfalfam para sobreviver?”
E é esta citação deveras pertinente de Daniel Gollman que me impulsiona para uma reflexão sobre o legado histórico versus presente do empreendedorismo empresarial angolano.

Criar um negócio, desenvolver um projecto, ultrapassar a resistência, as dificuldades, os riscos, e gerar valor num contexto e numa conjuntura de dificuldades, constitui um desafio imprescindível numa sociedade capitalista de mercado e da livre iniciativa.
Em Angola, onde a cultura empresarial ainda é incipiente mas dá pequenos grandes passos, rumo ao crescimento e ao desenvolvimento, económico e social, homenageio aqui alguns dos grandes empreendedores, nomes que deram e dão rosto ao empreendedorismo angolano, estes que ousaram arriscar, sendo desbravadores. Passo a destacar alguns:

ALPEGA, MELO XAVIER, ANTÓNIO MOSQUITO, VALENTIM AMÕES, ARMINDO CÉSAR, ADÉRITO AREIAS, FERNANDO TELES, LENITA, ANTÓNIO PINHEIRO-MARTAL, ISABEL DOS SANTOS, CARLOS SILVA, AGOSTINHO KAPAIA, FERNANDO BORGES, BARTOLOMEU DIAS, RUI SANTOS, ELIAS CHIMUCO, LUCRÉCIO CRUZ, JOÃO DE MATOS, JOSÉ LEITÃO, DINITA CRESPO.

Consagrados nomes de pessoas que ousaram lançar ideias, criar e concretizar projectos, emprego, dando um grandioso contributo. Líderes empresariais que trilharam o caminho das pedras, dando os primeiros passos para o desenvolvimento e crescimento empresarial.

Detentores de forte iniciativa, visão, coragem, firmeza, inovação, organização e foco.

Em Angola, este valioso legado deverá servir de escola, inspiração de uma grandiosa importância, que, perante conjunturas adversas, servem de exemplo, criando um legado inspiracional para a minha geração, assim como para as gerações vindouras.

Independentemente de não terem sido citados todos os nomes que alicerçam e retratam o perfil empresarial angolano, são muitos os nomes emblemáticos, símbolos de uma inspiração de forte cariz empreendedor, são eles os pioneiros desbravadores.

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.