Mercado

Bancos negoceiam títulos no valor de 1,9 biliões Kz

21/12/2015 - 15:10, Uncategorized

A quota de BFA, BIC, BAI e Caixa Angola representa 73,6% da carteira de títulos e valores mobiliários. Os bancos comerciais angolanos transaccionaram títulos e valores mobiliários no total de 1,9 biliões Kz, até ao terceiro trimestre de 2015, segundo cálculos do Mercado, baseados na informação financeira divulgada por 17 instituições bancárias. Do total de títulos e valores mobiliários transaccionados, no respectivo exercício financeiro, o Banco […]

A quota de BFA, BIC, BAI e Caixa Angola representa 73,6% da carteira de títulos e valores mobiliários.

Os bancos comerciais angolanos transaccionaram títulos e valores mobiliários no total de 1,9 biliões Kz, até ao terceiro trimestre de 2015, segundo
cálculos do Mercado, baseados na informação financeira divulgada por 17 instituições bancárias.

Do total de títulos e valores mobiliários transaccionados, no respectivo exercício financeiro, o Banco de Fomento Angola (BFA) contribuiu com 24,7%; o que corresponde a uma participação monetária quantificada em 460,3 mil milhões Kz.

O Banco BIC também contribuiu na consolidação do volume daquele produto bancário, no período analisado, tendo participado com aproximadamente 22,5% da soma, equivalente a 419,2 mil milhões Kz, indicadores que o colocam atrás do concorrente.

Ainda da carteira de títulos e valores mobiliários negociados até ao terceiro trimestre de 2015, conta-se 20,4% da parcela do Banco Angolano
de Investimento (BAI); a fracção representativa daquela instituição bancária equivale a 379,5 mil milhões Kz.

O Banco Caixa Angola (nova denominação do Banco Caixa Geral Totta de Angola) participa no valor consolidado, no exercício financeiro analisado,
com uma taxa de 6%, variação percentual que corresponde, aproximadamente, a 118,2 mil milhões Kz.

A quota-parte dos quatro bancos acima referenciados representa 73,6% da carteira de títulos e valores mobiliários, referente ao período financeiro em análise, enquanto os restantes 26,4% são repartidos por 13 instituições bancárias, dos quais estão excluídos os bancos Sol, BANC, Kwanza, Económico e outros omitidos por falta de informação.

Fora do grupo dos quatro, o Banco Privado Atlântico (BPA) aparece como o grande contribuinte da carteira de títulos e valores mobiliários, até ao terceiro trimestre de 2015, com uma taxa avaliada em 4,5%, valor percentual que vale 82,9 mil milhões Kz.

O Banco de Poupança e Crédito (BPC) aparece como o segundo na linha intermédia ao participar com 4,3% do total de TVM negociados até ao penúltimo trimestre deste ano, equivalendo a uma contribuição monetária avaliada em 80,06 mil milhões Kz.

Ainda consta deste grupo (intermédio) o Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), cuja quota-parte é de 3,9% da soma consolidada, relativamente
ao período financeiro em análise, variação percentual correspondente a 73,2 mil milhões Kz.

O Standard Bank Angola (SBA) contribuiu igualmente para a consolidação do respectivo produto também transaccionado ao nível da banca,
tendo quotizado com 3,8% do total, valendo 71,4 mil milhões Kz, até ao terceiro trimestre de 2015. Depois da linha intermédia, quanto aos títulos e valores mobiliários transaccionados no período financeiro acima analisado, está um grupo de bancos, encabeçado pelo Banco Millennium Angola (BMA), cuja taxa é, aproximadamente, calculada em 3,8%, equivalendo a 70,9 mil milhões Kz.

Leia a matéria na íntegra na edição 30 do Mercado nas bancas a partir de amanhã, terça-feira, 22, e observa o quadro comparativo das transacções dos bancos em títulos e valores mobiliários e respectivas cotas de mercado.

Por: Fernando Baxi

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.