Mercado

Commerzbank prestigia Atlântico com prémio

30/07/2015 - 12:34, Banca, Banca, Uncategorized

Segundo maior banco alemão distingue angolano Atlântico pela eficiência nas transferências de pagamentos electrónicos, um mérito que em África coube a apenas mais dois bancos sul-africanos: First Rand Bank e ABSA.

Por António Pedro | Fotografia DR

O Commerzbank, segundo maior banco da Alemanha e primeiro na promoção de financiamento ao comércio exterior em cooperação com o Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento, prestigiou o Banco Privado Atlântico com prémio Straight Through Processing (STP) Excellence 2014, pelas elevadas normas SWIFT que facilitam o processamento automatizado durante todo o processo de pagamento.
O Prémio de Excelência STP é considerado como um padrão–chave de excelência no sector bancário e financeiro internacional, porque visa reconhecer as instituições financeiras mais eficientes de todo o mundo que, de forma hábil, atendem aos rigorosos critérios nas transferências internacionais de pagamento electrónico, com base em critérios do Commerzbank.
O director e representante do Commerzbank em Angola, Martin Hercules, explicou ao jornal Mercado que o prémio STP é considerado como um padrão-chave de excelência, porque se destina a encorajar e apoiar os bancos para atingir os mais altos níveis e possíveis de STP.
Os níveis de excelência a que Martin Hercules se refere resultam de uma maior eficiência com menores custos, devido ao processamento automático sem qualquer interferência manual para transferências internacionais.
“O prémio pode alavancar o relacionamento do banco angolano com outros bancos internacionais correspondentes”, disse Hercules, referindo-se aos bancos no mundo que tenham sido distinguidos com o STP como aptos para uma relação financeira com o Atlântico.
Os bancos vencedores do STP são seleccionados após uma avaliação e análise árdua por uma comissão composta por especialistas e analistas financeiros.
Devido aos critérios elevados de exigência, em África foram prestigiados, para além do Atlântico, apenas os bancos ABSA e First Rand Bank, da África do Sul. Martin Hercules disse também que o prémio não é atribuído todos os anos.
A administradora executiva do Banco Privado do Atlântico, Odyle Cardoso, assegurou que o prémio STP abre portas parauma relação financeira entre a instituição e demais bancos no mundo prestigiados nessa categoria.
Disse que o facto de o Atlântico ser reconhecido por estar em linha com os melhores standards internacionais “permite-lhe posicionar-se como um parceiro financeiro de excelência e de rigor junto dos principais players financeiros internacionais”.
É no fundo, segundo Odyle Cardoso, uma questão de dar seguimento à ambição do banco de continuar a criar sinergias e desenvolver uma rede alargada de bancos parceiros-chave de apoio à actividade que exercem.
A administradora diz também que o prémio segue o compromisso vinculado pelo banco desde a sua fundação, e um dos seus grandes pilares basilares, que é a segurança das suas operações.
“Este prémio prestigia ainda as equipas que trabalharam ao longo destes últimos nove anos para que hoje pudéssemos afinar a nossa plataforma operacional e sermos assim reconhecidos por um banco correspondente de primeira linha”, admite.
Na óptica de Odyle Cardoso, o prémio homenageia os investimentos dos accionistas para o Atlântico continuar a ser um banco de referência, e é também fruto do excelente trabalho desenvolvido ao longo de nove anos de existência da instituição, reflexo da dedicação, empenho e determinação conseguido pelos seus quadros.
“O prémio dá substância à concretização dos investimentos e objectivos traçados pelos accionistas, aquando da criação do Atlântico, nomeadamente de criar a maior instituição de referência no sistema financeiro angolano, líder na inovação da oferta e na qualidade do serviço ao cliente, comprometido na criação de valor para os accionistas, mas também na formação e valorização dos seus colaboradores”, concluiu.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.