Mercado

O homem que não percebia nada de jornais e comprou o Washington Post

27/12/2015 - 19:08, Uncategorized

A forma como os jornais chegam aos leitores mudou. Jeff Bezos e o Washington Post explicam como. A cada duas semanas, Jeff Bezos faz uma teleconferência de uma hora com os executivos do Washington Post. Duas vezes por ano, os gestores viajam a Seattle para sessões de estratégia, que decorrem durante um longo dia, com […]

A forma como os jornais chegam aos leitores mudou. Jeff Bezos e o Washington Post explicam como.

A cada duas semanas, Jeff Bezos faz uma teleconferência de uma hora com os executivos do Washington Post. Duas vezes por ano, os gestores viajam a Seattle para sessões de estratégia, que decorrem durante um longo dia, com o fundador da Amazon.

E, de vez em quando, encontram na caixa de comentários do jornal o comentário de um leitor com origem no endereço Jeff@amazon.com. Ao chegarmos ao final do ano, o Washington Post ultrapassa o New York Times em número de visitas no site, e não foi um momento, aconteceu durante os meses de Outubro a Dezembro.

Os responsáveis do jornal dizem que este crescimento – de 26 milhões em Agosto para 72 milhões em Novembro – é o resultado de várias iniciativas. O jornal ampliou o foco na cobertura nacional e internacional e acrescentou 70 profissionais à redac- ção, 50 como repórteres e editores.

O Washington Post conta agora com 700 trabalhadores. E o que é que Bezos tem que ver com este crescimento? Quase tudo, diríamos. Em 2013, Jeff Bezos compra o Washington Post à família Grahman por 250 milhões USD e confirma o fim de uma era, de grandes famílias proprietárias de grandes títulos.

Bezos compra o jornal e mantém uma estrutura independente, não o integrando no gigante Amazon. Nessa altura, confessou que não percebia nada de jornais e que não tinha qualquer forma para recuperar um jornal em decadência, no entanto, “sabia alguma coisa sobre Internet”, a isso juntou a sua capacidade financeira e mudou o Post.

Mantendo uma estrutura autónoma, Bezos está, como percebemos muito presente, de todas as formas, com a sua curiosidade, questionando. Além do mais, há engenheiros da Amazon que passaram para o jornal reforçando a área digital. Leia a matéria na íntegra na edição 31 do Mercado, nas bancas a partir de amanhã.

Por: Ana Maria Simões

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.