Mercado

Academia de Seguros forma primeira turma de mediadores

20/02/2018 - 14:48, featured, Seguros

A condição fundamental que determina o surgimento, crescimento e manutenção da carteira de clientes de cada mediador é a sua proactividade e assertividade.

Por Estêvão Martins

estevao.martins@mediarumo.co.ao

Com o objectivo de alavancar o mercado e contribuir para o aumento da penetração dos seguros na economia, termina neste final de semana, em Luanda, o primeiro curso de mediadores de seguros realizado pela Academia de Seguros e Fundo de Pensões (ASF), em parceria com a Sociedade Transnacional Angolana de Seguros (STAS).

Trata-se da primeira turma de 42 formandos, entre estudantes e recém-formados, com idades compreendidas entre 24 e 30 anos, que vão engrossar o mercado de seguros logo após o processo de certificação por parte do organismo regulador no País, sendo que, neste sábado, 17, os formandos serão submetidos a uma avaliação.

Segundo Pascoal Diogo, formador ligado à ASFP, após o licenciamento por parte da ARSEG – Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros, o passo seguinte será aumentar as competências comerciais dos formandos, em termos de marketing pessoal, apresentação, linguagem,  comunicação  com  clientes, entre outros itens.

Como nota, a condição fundamental que irá determinar o surgimento, crescimento e manutenção da carteira de clientes de cada mediador tem que ver com a sua proactividade e assertividade no exercício da profissão.

“Estamos a apontar que nesta actividade não se deve cruzar os braços e nem os pés, esperando que os segurados caiam do céu. É preciso lutar no bom sentido, trabalhando e arregaçando as mangas para que se obtenha uma carteira de negócios sustentável e fidelizada”, disse.

Durante as 40 horas do curso, os formandos apreenderam matérias relacionadas com o sector, nomeadamente, temas em torno da legislação de seguros e da mediação, da importância do seguro e a sua influência na economia.

Os participantes tiveram igualmente aulas sobre o mercado segurador angolano, estatuto do mediador, contrato de seguro, acidentes pessoais, seguro de saúde, seguros patrimoniais, seguro automóvel, seguro de vida e técnicas de comercialização.

Em relação ao nível de aproveitamento, o formador precisou que houve um grande empenho, entrega e participação dos formandos nos debates dos temas, o que demonstrou grande capacidade de absorção dos conhecimentos.

“Os participantes estiveram muito interessados e motivados, porque a interacção com os formadores da academia esteve muito acima da média”, sublinha, destacando que o nível das questões e a preocupação que os formandos apresentaram foram satisfatórios.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.