Mercado

Cimeira sobre comércio atrai investimentos extra

12/12/2017 - 10:32, Business, featured

O objectivo é atrair investidores de outros sectores para diversificar economia africana.

Por André Samuel
andre.samuel@mediarumo.co.ao

Angola participa na primeira edição da Cimeira Global sobre Comércio e Investimentos em África (do inglês Africa Trade & Investment Global Summit ATIGS) que decorre em Washington, Estados Unidos, de 24 a 26 de Junho de 2018.

A 2.ª edição está prevista para 2020, no Dubai. De acordo com o membro do comité de organização do evento em Angola, Fernando Assunção, o objectivo da cimeira, que se pretende ser bianual, é aumentar o comércio internacional e o investimento estrangeiro directo no continente.

A escolha do local prende-se com o facto de nos EUA estarem os maiores fundos de private equity a nível mundial e Washington ter um elevado número de embaixadas, o que fornece uma quantidade elevada de participações no evento.

Os mais de dois mil participantes da cimeira poderão interagir com outros intervenientes de conferências paralelas que acontecerão na mesma ocasião,  nomeadamente  a  Oil  &  Gas Summit, o que possibilitará estender o leque de networkingcom playersdeste sector que são potenciais investidores para o continente.

África está ainda no radar dos investidores, o potencial de crescimento é enorme, o número de consumidores  tende  a  aumentar,  tudo  isto concorre para o crescimento da económico. Por estas razões, os organizadores da ATIG entendem juntar sob o mesmo tecto altas entidades governamentais e agências de promoção de investimentos e exportação de cada um dos países, que vão propagar as oportunidades de investimentos dos seus países.

“Penso que esta cimeira vem em boa altura, será uma experiência muito particular, teremos reuniões business to business, group to businesse group to group, onde as pessoas poderão fazer negócios. Temos uma mesa ministerial onde os ministros de vários países poderão discutir, com investidores e grandes fundos norte–americanos, possibilidades de investimentos”, aclara Fernando de Assunção. Actualmente, muitas das grandes empresas norte-americanas investem no sector petrolífero no continente.

O grande objectivo é atrair investidores de outros sectores como turismo, saúde, educação, construção, finanças, sectores de serviço, high-tech companies, para ajudarem países africanos a diversificarem a sua economia.
“Com a atracção destes investimentos vamos gerar emprego e fazer com que as futuras gerações vivam melhor.

Acredito que o Governo olhará com bons olhos este evento, que serão dadas boas oportunidades a empreendedores angolanos que queiram procurar parceiros internacionais que queiram investir em países como Angola”, refere Fernando Assunção

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.