Mercado

Operações da Galp caíram 18%

22/02/2018 - 15:19, featured, Markets

A petrolífera Galp anunciou nesta quarta-feira, a imprensa nacional, que as operações em Angola caíram de 18%, para seis mil barris por dia face ao ano anterior devido ao declínio dos campos do Bloco 14.

Para dar volta a situação actual em que se encontra, a Galp espera dar inicio a produção de petróleo no Bloco 32 no país durante o primeiro semestre deste ano, compensando a redução de produtividade do Bloco 14.

Segundo o administrador Thore Kristiansen, a plataforma de Kaombo Norte deverá arrancar no primeiro semestre deste ano, enquanto a plataforma de Kaombo Sul só está previsto operar no próximo ano, disse o administrador Thore Kristiansen, em Londres.

Em Moçambique, a Galp e os seus parceiros estão a desenvolver uma unidade de liquefacção flutuante a instalar na área de Coral Sul, a primeira unidade a desenvolver as descobertas da bacia do Rovuma, e a preparar o desenvolvimento do projecto de Mamba.

“Esperamos que se registe um forte crescimento durante a próxima década pois a competitividade deste projecto vai permitir ao país tornar-se num dos principais produtores desta forma de energia cuja a Galp procura.

 

 

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.