Mercado

Presidente defende a construção de uma nova refinaria

17/11/2017 - 15:28, featured

“Não faz sentido que Angola, enquanto produtor de petróleo com níveis elevados de produção, continue a viver quase que exclusivamente da importação de produtos refinados”, disse João Lourenço!

O presidente da República defendeu nesta quinta-feria a necessidade de se criar mecanismo para refinação dos combustíveis. Pois para além de importar os produtos, depende consideravelmente dos produtos derivados do petróleo.

João Lourenço acrescentou dizendo que as refinarias de Luanda cuja devem apostar na construção de uma outra, independentemente do investimento ser público ou privado.

De momento o sector petrolífero do país está paralisado, devido aos processos de gestão burocratizados e ineficientes, cuja responsabilidade é atribuída à Sonangol, enquanto concessionária nacional.

O grupo de trabalho era constituído pelos ministros dos Petróleos e das Finanças e por representantes da Sonangol, BP Angola, Cabinda Gulf Oil Company (Chevron) Eni Angola, Esso Angola, Statoil Angola e Total E&P.

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.