Mercado

Theresa May acusa Rússia por atentado contra ex-espião

13/03/2018 - 10:50, Global Report

A primeira-ministra britânica, Theresa May, declarou nesta segunda-feira (12) ser “muito provável” que a Rússia esteja por trás da tentativa de assassinato de um ex-espião russo dando a Moscovo até terça-feira para que apresente explicações.

Moscou rejeitou imediatamente as acusações, chamando de “espectáculo circense no Parlamento britânico”. “É muito provável que a Rússia seja responsável pelo ato” contra Serguei Skripal e sua filha Yulia, feridos com gravidade na cidade de Salisbury com um gás neurotóxico que, segundo May, é de tipo militar e fabricado na Rússia. Em função disso, a primeira-ministra deu até terça-feira a Moscou para que esclareça se usou a arma.

“Há apenas duas explicações plausíveis sobre o que aconteceu em Salisbury em 4 de Março: ou foi um ato directo do Estado russo contra o nosso país, ou o governo russo perdeu o controle desse agente neurotóxico e catastroficamente prejudicial”, citou primeira-ministra à Câmara dos Comuns.

Já o ministro das Relações Exteriores, Boris Johnson, pediu ao embaixador russo em Londres que “forneça imediatamente informações completas sobre o programa Novichok à Organização para a Proibição de Armas Químicas”, de acordo com May, dando-lhe um prazo limite de até terça-feira.

 

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.