Mercado

Hélder Simbad recebe Prémio António Jacinto 2017

18/12/2017 - 11:50, Life & Arts

Cerimónia de outorga da edição 2017 teve lugar na última quarta-feira, no Museu Nacional de História Natural. Na mesma ocasião, aconteceu o lançamento da obra Enviesada Rosa, de Hélder Simbad.

O júri decidiu neste ano premiar a obra intitulada Rosa de Fogo, da autoria do escritor premiado. Trata-se do 16.º laureado com este prémio de dimensão nacional.

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, desejou sucessos na carreira do jovem escritor e apelou a que outros sigam a as suas pegadas. Fez igualmente votos para que o prémio seja mais divulgado.

“Faço votos que este prémio seja mais difundido nas escolas, para que se crie na juventude o hábito da leitura e da produção literária. Assim veremos surgirem mais talentos, que reforcem a presença angolana nas letras africanas”, disse Carolina Cerqueira.

Na mesma ocasião, foi feita a apresentação do livro intitulado Enviesada Rosa, também da autoria de Hélder Simbad. A obra é um poemário que retrata um manifesto erótico. Cada poema no livro representa uma mulher e um acto. O autor apresenta-nos uma obra na qual valoriza a identidade nacional africana e promove a personalidade da mulher.

Recorde-se que o Prémio Literário António Jacinto visa promover o surgimento de novos autores e obras no domínio da literatura. Procura dinamizar a criação literária, com a premiação e publicação de obras inéditas de autores angolanos, que reflictam o sentimento e o pensar do povo nacional nas suas mais variadas vertentes. O patrono do prémio é um dos maiores poetas da literatura angolana de todos os tempos. António Jacinto pertenceu ao movimento dos novos intelectuais de Angola, criado em 1948, que reunia a contestação intelectual da época e manifestava a sua aversão às difíceis condições de vida dos autóctones angolanos.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.